Relatório Anual de 2016

ÍNDICE

CARTA DA DIREÇÃO

PROJETOS

  • Archive of Our Own (AO3 – O Nosso Próprio Arquivo)
  • Fanlore
  • Advocacia Legal
  • Open Doors (Portas Abertas)
  • Transformative Works and Cultures (TWC – Culturas e Obras Transformativas)
  • Angariação de Fundos e Divulgação
  • Comunicação e Relações Públicas
  • Pessoas e Planeamento

CRONOLOGIA 2016

DEMONSTRAÇÕES FINANCEIRAS

  • Demonstração da Posição Financeira
  • Demonstração de Atividades
  • Despesas de Função
  • Despesas de Programa
  • Notas para as Demonstrações Financeiras

A OTW: MISSÃO, VISÃO E VALORES

  • A Nossa Missão
  • A Nossa Visão
  • Os Nossos Valores

ACERCA DA OTW: QUEM SOMOS

  • Direção
  • Membros Eméritos da Direção
  • Comités
  • Grupos de Trabalho

CARTA DA DIREÇÃO

Caras pessoas doadoras, apoiantes e voluntárias da OTW (Organization for Transformative Works – Organização para Obras Transformativas),

2016 foi um ano de êxito na continuação do progresso da organização relativamente aos seus objetivos e à expansão dos seus projetos. A OTW persiste na nossa missão de proteger os interesses de fãs e de preservar e dar acesso a obras e culturas de fãs.

  • A nossa equipa Legal participou em inúmeros comentários, petições e cartas amicus curiae pelo mundo, defendendo a utilização livre dos direitos de autor, políticas de Internet exequíveis e a liberdade de expressão. Ao mesmo tempo, ajudou fãs a compreender melhor os seus direitos e respondeu a questões relacionadas com direitos de autor e outros tópicos.
  • A Transformative Works and Cultures – TWC (Culturas e Obras Transformativas) publicou duas novas edições em 2016, expandindo o seu âmbito com uma edição sobre literatura clássica. As pessoas editoras da publicação e a direção editorial continuam a representar a publicação e a OTW em conferências académicas internacionais.
  • O Archive of Our Own – AO3 (O Nosso Próprio Arquivo) continua o seu crescimento impressionante: está a um passo de alcançar 3 milhões de obras e tem mais de 1 milhão de pessoas utilizadoras em quase 25.000 fandoms.
  • O Open Doors (Portas Abertas) importou nove arquivos em 2016.
  • A Fanlore ultrapassou a marca dos 40.000 artigos e continua a crescer de forma consistente, com uma comunidade de pessoas editoras empenhadas.

Todas estas conquistas demonstram o quanto as nossas pessoas voluntárias podem fazer com o teu apoio e a tua generosidade. Mais uma vez, angariámos uma quantia recorde em doações e, no próximo ano, esperamos dar-lhe bom uso para servir fãs e a fandom.

O ano de 2016 começou com uma Direção totalmente nova, que aceitou o desafio de conduzir uma organização em crescimento e ao mesmo tempo criar documentação tão necessária para as funções da Direção. Estamos a planear o futuro para podermos manter uma organização forte e unida, que está preparada para lidar com os desafios que se seguem.

A Direção da OTW aguarda estes desafios e está confiante e otimista quanto ao próximo ano e a todas as metas que estão para vir.

Com um agradecimento sincero e os melhores cumprimentos,

A Direção

Matty Bowers
Kristina Busse
Aline Carrão
Priscilla Del Cima
Atiya Hakeem
Katarina Harju
Alex Tischer

PROJETOS

Archive of Our Own (AO3 – O Nosso Próprio Arquivo)

2016 foi outro ano de crescimento notável para o AO3, o arquivo de obras de fã da OTW, com cerca de 675.000 novas obras de fãs adicionadas ao longo do ano. O AO3 também celebrou o registo do seu milionésimo utilizador em outubro e o Comité de Organização de Tags tornou canónica a 20.000ª fandom em janeiro.

O comité de Organização de Tags compilou e publicou os First Principles of Wrangling (Princípios Básicos da Organização de Tags) em julho, que procuram ajudar as pessoas organizadoras a perceber como implementar casos extremos nas guias e a informar melhor as pessoas utilizadoras do AO3 sobre as normas da organização de tags. Em setembro, o comité de Organização de Tags atualizou também as normas para quando tags ambíguas devem ser tornadas metatags.

O AO3 lidou sem problemas com o aumento de tráfego, graças ao Comité de Acessibilidade, Design e Tecnologia (AD&T), que implementou perto de 40 versões ao longo do ano, incluindo melhorias no desempenho, correção de bugs e atualizações ”nos bastidores.” O comité otimizou os layouts do AO3 para ecrãs de diferentes tamanhos, renovou completamente o Assistente de Estilos e lançou novas ferramentas para pessoas proprietárias de coleções e outras pessoas utilizadoras. O AD&T também aumentou a presença da OTW no GitHub, para encorajar a contribuição de pessoas programadoras externas à organização.

O comité de Abuso lidou com cerca de 5.300 pedidos ao longo de 2016. O comité de Suporte tratou de cerca de 10.000 pedidos em 2016.

O comité de Documentação do AO3 publicou quatro novos documentos em 2016: uma revisão das Perguntas Frequentes (FAQs) sobre A Tua Conta, uma publicação atualizada sobre Ferramentas de Navegação Não Oficiais, novas FAQs sobre Marcadores e novas FAQs sobre o Perfil.

Fanlore

A Fanlore, a wiki de fãs da OTW, teve um ano consistente em 2016. Durante o mês de abril, o comité da Wiki atualizou o software da MediaWiki, que serve de base ao site, para a versão 1.26.2. Tal eliminou a contagem de acessos à página, mas possibilitou a estabilidade continuada do site e a utilização de novas funcionalidades de segurança.

Em novembro, o comité da Wiki foi renomeado para comité da Fanlore.

Advocacia Legal

O comité Legal da OTW, que protege e defende proativamente obras de fãs de exploração comercial e contestação jurídica, esteve bastante ocupado em 2016. No início do ano, o comité respondeu ao pedido da Comissão Europeia por comentários acerca de plataformas e intermediários online e computação em nuvem. A OTW salientou os perigos de regulação baseada no falso pressuposto de que todos os intermediários e plataformas online são grandes entidades comerciais como a Google e o eBay. Em abril, Rebecca Tushnet, membro do comité, encontrou-se com a delegação da UE nos EUA e o comité Legal submeteu comentários à Comissão Europeia acerca da Diretiva da UE em relação ao cumprimento de direitos de propriedade intelectual. Em junho, o comité submeteu comentários à UE em resposta à sua Consulta Pública acerca do Role of Publishers in the Copyright Value Chain and the Panorama Exception (Papel de Editoras na Cadeia de Valor dos Direitos de Autor e a Exceção Panorama). Representantes da equipa Legal da OTW argumentaram que a criação de novos direitos e mecanismos de cumprimento semelhantes aos direitos de autor criaria incerteza e injustiça e prejudicaria pessoas criadoras e consumidoras de conteúdo da internet.

Em janeiro, o comité Legal ajudou na criação de uma declaração pública em apoio às pessoas criadoras de vídeos de fãs no rescaldo de um processo da Paramount/CBS contra as pessoas criadoras de Axanar, um filme de fãs de Star Trek. Em fevereiro, o comité convidou fãs a fazer perguntas (“Ask Us Anything”) acerca da utilização livre e da lei de fair dealing para a Semana de Utilização Livre/Fair Dealing.

O comité Legal trabalhou com o Gabinete de Direitos de Autor dos EUA ao longo do ano. Em fevereiro, o comité respondeu ao pedido de comentários do Gabinete de Direitos de Autor acerca das provisões de anticircunvenção do Digital Millennium Copyright Act (DMCA) dos EUA e do processo trienal de criação de regras associado a essas provisões. O comité argumentou que o processo de pedido de isenções é desnecessariamente inibidor de actividades não infratoras, como a utilização livre, e é excessivamente oneroso para partes que têm de obter isenções, como a OTW. Em abril, o comité submeteu comentários ao Gabinete de Direitos de Autor dos EUA acerca das provisões de notificação-e-retirada na Secção 512 do DMCA, argumentando que a lei está longe de ser perfeita, mas que ajuda a criatividade online a prosperar. Em maio, o comité deu seguimento a esses comentários em pessoa, quando Rebecca Tushnet representou a OTW em duas mesas redondas do Gabinete de Direitos de Autor. A primeira teve lugar em Nova Iorque e explorou a estrutura de notificação-e-retirada na secção 512 do DMCA. A segunda teve lugar em Washington, D.C., e explorou o processo para a obtenção de isenções às provisões de anticircunvenção do DMCA, como a “isenção das pessoas criadoras de vídeos” que permite que fãs gravem vídeos de DVDs e Blu-Rays para criar fan videos.

O comité Legal submeteu uma petição ao Gabinete de Marcas e Patentes dos EUA para cancelar um registo de marca para a palavra “Fandom”, citando inúmeros exemplos mostrando que a palavra é uma descrição genérica de fãs e das suas actividades e que não deve pertencer exclusivamente a uma única corporação ou a outra entidade. A petição foi bem sucedida!

Em março, Betsy Rosenblatt, líder do comité Legal, deu uma apresentação no painel “Copyright and Creators: 2026” da South by Southwest Interactive acerca do futuro da lei de direitos de autor, enquanto Heidi Tendy, membro da equipa, organizou um Fair Use and Transformative Works Meetup (Encontro de Utilização Livre e Obras Transformativas) no festival. Em maio, Rosenblatt também deu uma apresentação na Whedonopolis, no sul da Califórnia, acerca da OTW, obras de fãs e direito. Participou ainda num painel de discussão em Capitol Hill em Washington, D.C., que discutiu o papel da internet nas novas culturas e economias criativas e o que é que os avanços tecnológicos significam para a lei de direitos de autor. Em julho, Rosenblatt apresentou um painel na Comic Con de San Diego intitulada “Comic Book Law School 303: New Revelations”. O painel discutiu a utilização livre, vídeos de fãs, fanart e outros tópicos “polémicos”.

Em setembro, o comité Legal juntou-se ao nosso aliado Public Knowledge na submissão de uma carta amicus curiae a pedir ao Supremo Tribunal dos EUA a revisão do caso Lenz v. Universal. Isto deu continuação ao trabalho do comité neste caso longo, que diz respeito ao sistema de notificação-e-retirada do DMCA.

O comité juntou-se à Electronic Frontier Foundation e ao professor Eric Goldman para submeter comentários ao Gabinete de Direitos de Autor dos EUA em resposta a uma Notificação de Proposta de Elaboração de Regras. A regra proposta requeriria que websites que se apoiam no Safe Harbor do DMCA – como o AO3 – renovassem o estatuto de elegibilidade para o DMCA de três em três anos. Em resposta, o comité argumentou que este requisito proposto poderia prejudicar provedores de serviço e expô-los a risco devido a pequenos enganos.

Em julho, o comité trabalhou com vários aliados na submissão de uma carta amicus curiae ao Supremo Tribunal dos EUA durante o caso Star Athletica contra Varsity Brands e escreveu acerca das novas “Fan Film Guidelines” (Guias para Vídeos de Fãs) da CBS/Paramount.

Em outubro, o comité Legal submeteu um comentário ao governo da Singapura em resposta a uma Consulta Pública da nação acerca de mudanças propostas ao seu regime de direitos de autor. Finalmente, em dezembro, o comité criou uma publicação educativa e de advocacia acerca de dois desenvolvimentos legais prejudiciais para fãs na UE e no Reino Unido, incluindo o que fãs podem fazer para os opor.

O AO3 tem uma política de notificação-e-retirada abrangida pela secção 512 do Código 17 dos EUA, publicada em https://archiveofourown.org/dmca. Em 2016, o AO3 recebeu 2 notificações de retirada compatíveis ou substancialmente compatíveis com a sua política relacionada com obras publicadas nos seus servidores. Em 2016, nenhum dos serviços da OTW recebeu pedidos de informação sob a secção 215 do PATRIOT Act.

Open Doors (Portas Abertas)

No cumprimento da missão do Portas Abertas de preservar conteúdo de fãs em risco, o comité do Portas Abertas importou 9 arquivos online de obras de fãs para o AO3, ao longo de 2016. O Portas Abertas também ajudou a lidar com pedidos de Suporte relacionados com essas importações. O comité trabalhou igualmente com o comité de Organização de Tags para assegurar o mapeamento correto das tags dos arquivos importados.

Em setembro, o Portas Abertas colaborou com o comité de Comunicação numa entrevista com Versaphile (pessoa moderadora de vários arquivos importados) e noutra com Alison Watson, membro da equipa do Portas Abertas. Organizaram ainda uma conversa ao vivo com representantes das três maiores coleções de fandom académica: a Universidade do Iowa (a nossa parceira no Fan Culture Preservation Project (Projeto de Preservação de Cultura de Fãs)), a Universidade A&M do Texas e a Universidade Bowling Green.

Transformative Works and Cultures (TWC- Culturas e Obras Transformativas)

A Transformative Works and Cultures – TWC (Culturas e Obras Transformativas), a publicação académica online da OTW revista por pares acerca de estudos de fãs, publicou duas edições em 2016. A primeira edição, publicada em março, foi o volume 21, uma edição especial intitulada “The Classical Canon and/as Transformative Work” (Obras da Antiguidade Clássica e/como Obras Transformativas), que teve como pessoa editora convidada Ika Willis, da Universidade de Wollongong. A segunda edição, publicada em junho, foi o volume 22, uma edição geral editada pelo comité da TWC (anteriormente comité de Publicações Académicas). Em junho, a TWC foi aceite pelo Directory of Open Access Journals (Diretório de Publicações Académicas de Acesso Livre) e membros do comité participaram na conferência Fan Studies Network, no Reino Unido. Em janeiro, o comité da TWC adotou o projeto Fan Studies Bibliography (Bibliografia de Estudos de Fãs), após a dissolução do comité Fanhackers.

Angariação de Fundos e Divulgação

Em 2016, o comité de Desenvolvimento e Membros organizou duas campanhas bem sucedidas de angariação de membros. A campanha de abril angariou 97.155,54$ de 4095 doações individuais. A campanha de outubro angariou 139.159,45$ de 5518 doações individuais. Em ambas as campanhas, o comité de Desenvolvimento e Membros trabalhou com o comité de Comunicação na criação de três artigos de notícia, os quais foram traduzidos pelo comité de Tradução para um total de 22 línguas.

Comunicação e Relações Públicas

O comité de Comunicação fez 150 publicações em 2016. Em janeiro, a equipa de Comunicação dedicou-se ao projeto Fanhackers, um blog e contas em redes sociais que contêm conteúdo meta de fãs com um foco académico. Isto seguiu-se à dissolução do comité Fanhackers no fim de 2015. A equipa de Comunicação celebrou o Dia Internacional de Obras de Fãs em fevereiro com várias atividades, incluindo um mini festival de obras de fãs, e celebrou ainda o 9º aniversário da OTW, em setembro, com uma conversa pública com a participação de três especialistas em curadoria e preservação de história de fãs. Em abril, a equipa de Divulgação nos Média do comité de Comunicação apresentou uma nova série, “Cinco Coisas que um Membro/Pessoa Voluntária da OTW Disse”, para substituir a série “Spotlight” (Destaques) que apresentava as tarefas e responsabilidades associadas a várias funções na OTW.

O comité de Tradução adicionou três novas línguas em 2016: hindi, romeno e galês.

Em abril, o comité Webs completou a grande tarefa de migrar o website da página inicial da OTW, bem como os subdomínios de Eleições e do Portas Abertas, para a sua nova casa no WordPress.

Pessoas e Planeamento

O comité de Voluntariado e Recrutamento recrutou para mais de 20 posições na OTW em 2016, tratando cerca de 200 entradas e saídas durante o ano.

O comité de Eleições trabalhou durante o ano para manter os membros da OTW e o público informado sobre as eleições anuais para a Direção da organização. O comité reviu a cronologia da eleição e propôs dois novos regulamentos para a organização, ambos aprovados pela Direção: membros ativos da Direção terão de esperar até ao ano após o fim do seu mandato para se candidatarem de novo e novas mudanças aos regulamentos só afetarão eleições que tenham lugar pelo menos 90 dias no futuro. O comité também abriu uma conta oficial no Tumblr. A seguir às eleições de 2016 da OTW, o comité compilou e publicou informações estatísticas que mostraram uma maior participação de eleitores.

A Direção da OTW começou o ano com a publicação do orçamento de 2016 e com a reestruturação do comité de Finanças. Em julho, a Direção aprovou os novos regulamentos sobre as eleições da OTW, bem como a compra de novos servidores. A Direção também aprovou prémios para a mini campanha de angariação de membros e a campanha de outubro e uma compra de emergência para o comité de Sistemas. Em setembro, as voluntárias de longa data da OTW Kristina Busse e Priscilla Del Cima foram eleitas para a Direção. Foram formalmente iniciadas em novembro.

CRONOLOGIA 2016

Janeiro

  • A equipa de Abuso recebeu 400 pedidos.
  • O comité de Acessibilidade, Design e Tecnologia (AD&T) implementou melhorias de desempenho, atualizações do Gem e adições à suite de testes automatizada. O comité também anunciou e implementou melhorias no layout para diferentes tamanhos de ecrã.
  • O AO3 ultrapassou o marco dos 2 milhões de obras de fãs. Levou mais de quatro anos até alcançar 1 milhão de obras de fãs e menos de dois anos para somar o segundo milhão.
  • O Fanhackers foi reestruturado para aumentar a sua eficácia. O blogue Fanhackers (e o Tumblr) passaram a incorporar o comité de Comunicação e a Fan Studies Bibliography passou a incorporar o comité de Publicações Académicas.
  • O comité Legal submeteu um comentário em resposta ao pedido da Comissão Europeia para comentários acerca de plataformas online, intermediários online e computação em nuvem. Os comentários da OTW enfatizaram os perigos de criar regulações baseadas na falsa suposição de que todas as plataformas e intermediários online são grandes entidades comerciais como a Google e o eBay.
  • O comité Legal também ajudou na elaboração de um comunicado a apoiar realizadores de filmes de fãs na sequência de uma ação judicial da Paramount/CBS contra as pessoas criadoras de Axanar, um filme de fãs de Star Trek.
  • A equipa de Suporte recebeu 824 pedidos.
  • O comité de Organização de Tags canonizou a 20.000ª fandom do AO3.

Fevereiro

  • O comité de Abuso recebeu 320 pedidos.
  • O comité de AD&T implementou oito versões.
  • A Direção trabalhou na resolução de várias questões relativas à transição, publicou o orçamento de 2016 e iniciou a reconstrução do comité de Finanças.
  • O comité Legal convidou fãs a “Pergunta[r]-nos Qualquer Coisa” acerca da utilização livre e do fair dealing para a Semana da Utilização Livre/Fair Dealing.
  • O comité Legal submeteu comentários em resposta a um Aviso de Inquérito do Gabinete de Direitos de Autor dos EUA relativamente às provisões de anticircunvenção do Digital Millennium Copyright Act (DMCA) e ao processo legislativo trienal associado a essas regras. O comité Legal argumentou que o processo de pedido de isenções é desnecessariamente inibidor quanto a atividades não infringidoras, como a utilização livre, e indevidamente oneroso para as partes que têm de obter as isenções, como a OTW.
  • A OTW celebrou o Dia Internacional das Obras de Fãs com uma variedade de eventos, relatados aqui.
  • A equipa de Suporte recebeu 774 pedidos.

Março

  • A equipa de Abuso recebeu 465 pedidos.
  • De acordo com o comité de AD&T, o AO3 ultrapassou 800.000 pessoas utilizadoras registadas.
  • O comité de AD&T implementou quatro versões. Destaca-se em particular a revisão do Skin Wizard e a capacidade, por parte de pessoas moderadoras de trocas de presentes, de pesquisar inscrições.
  • A Direção publicou o orçamento prospetivo para 2016.
  • O comité de Publicações Académicas lançou uma edição especial da TWC – Obras e Culturas Transformativas. O Volume 21, “Obras da Antiguidade Clássica e/como Obras Transformativas”, foi editado pela pessoa convidada Ika Willis, da Universidade de Wollongong.
  • Betsy Rosenblatt, líder do comité Legal, fez uma apresentação no painel “”Copyright and Creators: 2026” durante o festival South by Southwest Interactive, acerca do futuro da lei de direitos de autor. Heidi Tandy, membro da equipa Legal, organizou um Encontro de Utilização Livre e Obras Transformativas no festival.
  • O Portas Abertas importou manualmente o arquivo Hornblowerfic.com .
  • A equipa de Suporte recebeu 848 pedidos.
  • O comité de Estratégia, Design e Desenvolvimento Web pôs o novo site da OTW a funcionar, movendo o website para o seu local de alojamento final.

Abril

  • A equipa de Abuso recebeu 385 pedidos.
  • O comité de AD&T anunciou uma nova funcionalidade do AO3 que permite que quem seja dono de uma coleção possa convidar obras para as suas coleções.
  • A Direção submeteu as declarações de impostos relativas a 2015.
  • A equipa de Divulgação nos Média do comité de Comunicação publicou a primeira de uma nova série de Cinco Coisas Ditas por um Membro de Equipa/Pessoa Voluntária da OTW, substituindo a antiga série Spotlight como forma de demonstrar o que o pessoal da OTW faz.
  • O comité de Desenvolvimento e Membros organizou a campanha de angariação de membros de abril de 2016, angariando quase 100.000$.
  • O comité Legal submeteu comentários ao Gabinete de Direitos de Autor dos EUA acerca das provisões de aviso-e-retirada na Secção 512 do DMCA. A OTW argumentou que a lei está longe de ser perfeita, mas que ajuda a permitir que a criatividade online prospere.
  • Rebecca, membro do Comité Legal, reuniu pessoalmente com a delegação da União Europeia nos EUA e, em meados de abril, o comité Legal submeteu comentários à Comissão Europeia relativamente à Diretiva da UE para a aplicação dos direitos à propriedade intelectual.
  • A equipa de Suporte recebeu 875 pedidos.
  • O comité de Estratégia, Design e Desenvolvimento da Web anunciou a conclusão da mudança para o novo site transformativeworks.org e que os sites do Portas Abertas e do comité de Eleições também tinham sido movidos.
  • O comité da Wiki atualizou o software da MediaWiki da Fanlore para a versão 1.26.2. Esta versão incluiu novas funcionalidades e permitiu que Fanlore tirasse proveito das novas versões de segurança.

Maio

  • A equipa de Abuso recebeu 470 pedidos.
  • O comité de Abuso propôs alterações ao sistema de denúncia de abuso no AO3, forçando as pessoas que submetem uma queixa a fornecer um endereço de contacto.
  • O comité Legal continuou o seu trabalho com o Gabinete de Direitos de Autor dos EUA, ajudando a moldar as políticas de Direitos de Autor do país. Nos meses anteriores, o comité submeteu comentários no âmbito do inquérito do Gabinete de Direitos de Autor acerca de vários elementos do DMCA. Neste mês, o comité deu seguimento a esses comentários pessoalmente.
  • Rebecca Tushnet, do comité Legal, participou, em nome da OTW, em duas mesas redondas do Gabinete de Direitos de Autor. A primeira decorreu em Nova Iorque e explorou a estrutura do sistema de aviso-e-retirada na secção 512 do DMCA dos EUA. A segunda decorreu em Washington, D.C., e explorou o processo para obter isenções às provisões de anticircunvenção do DMCA, como por exemplo a “isenção de vidder”, que permite que vidders gravem o vídeo de DVDs e Blu-Rays para criarem fanvids.
  • O comité Legal submeteu uma petição ao Gabinete de Patentes e Marcas Registadas dos EUA para cancelar o registo da palavra “Fandom” como marca registada, citando inúmeros exemplos que demonstram que a palavra é uma descrição de fãs e atividades de fãs e que não deveria ser propriedade exclusiva de qualquer corporação única ou outra entidade.
  • Betsy, líder do comité Legal, realizou uma apresentação na Whedonopolis, no sul da Califórnia, acerca da OTW, obras de fãs e a lei.
  • A equipa de Suporte recebeu 751 pedidos.

Junho

  • A equipa de Abuso recebeu 415 pedidos.
  • O comité de AD&T publicou o registo de alterações relativas às últimas 11 versões, quatro das quais foram implementadas em junho.
  • Membros da equipa de Publicações Académicas estiveram presentes na conferência Fan Studies Network no Reino Unido, onde também desenvolveram atividades de promoção da TWC.
  • O comité Legal submeteu comentários à União Europeia em resposta à sua Public Consultation on the role of Publishers in the Copyright Value Chain and the Panorama Exception. A OTW argumentou que a criação de novos direitos semelhantes aos direitos de autor e de mecanismos de cumprimento semelhantes criaria incerteza e injustiça e prejudicaria pessoas criadoras e consumidoras de conteúdo da internet.
  • O comité Legal juntou-se à Electronic Frontier Foundation e ao Professor Eric Goldman para submeter comentários ao Gabinete de Direitos de Autor dos EUA em resposta a um Aviso de Proposta Legislativa. A lei proposta obrigaria sites que dependem do Porto Seguro do DMCA — como o AO3 — a renovar o seu estatuto de elegibilidade para o DMCA de três em três anos. Na resposta do comité Legal, argumentou-se que este requisito proposto poderia prejudicar pequenos prestadores de serviço de acesso à Internet e expô-los ao risco de pequenos lapsos.
  • Betsy, líder do comité Legal, participou num painel de discussão em Capitol Hill em Washington, D.C., em que se discutiu o papel da Internet nas novas culturas e economias criativas e o que os avanços tecnológicos significam para a lei de direitos de autor.
  • O Portas Abertas concluiu as importações de três arquivos: Wesleyfanfiction.Net, The Prydonian e Human Nature.
  • A equipa de Suporte recebeu 980 pedidos.
  • O comité de Tradução deu as boas-vindas a 26 novas pessoas voluntárias, incluindo três novas equipas de línguas: hindi, romeno e galês.

Julho

  • A equipa de Abuso recebeu 480 pedidos.
  • O comité de AD&T implementou quatro versões, visando uma enorme variedade de problemas. Embora uma parte destes ajustes fossem invisíveis e feitos nos bastidores, também houve ajustes nos desafios e foi abordado um bug de cache.
  • O comité de Documentação para o AO3 fez upload de dois documentos — uma atualização às Perguntas Frequentes (FAQs) sobre A Tua Conta e a criação da página Ferramentas Não Oficiais para Navegadores, que substitui as antigas FAQs de Coisas Fixes. Também adicionaram uma nova pergunta às FAQs sobre Pseudónimos.
  • A Direção alterou os estatutos de forma a facilitar o trabalho do comité de Eleições na preparação das próximas eleições e a tornar o processo menos suscetível a abusos.
  • A Direção aprovou a aquisição de novos servidores.
  • O comité de Eleições disponibilizou uma nova cronologia e anunciou as pessoas candidatas no dia 31 deste mês.
  • O comité de Eleições abriu uma conta no Tumblr para o Comité de Eleições para anúncios e explicações acerca de como as eleições funcionam.
  • O comité de Finanças foi novamente instaurado.
  • O comité Legal trabalhou em parceria com outras entidades para submeter uma carta amicus curiae ao Tribunal Supremo dos Estados Unidos no âmbito do caso Star Athletica v. Varsity Brands.
  • O comité Legal escreveu acerca das novas “Fan Film Guidelines” da CBS/Paramount .
  • Betsy, líder do comité Legal, realizou uma apresentação num painel da Comic Con de San Diego, intitulado “Comic Book Law School 303: New Revelations”. O painel discutiu a utilização livre, filmes de fãs, fanart e outros assuntos “controversos”.
  • O comité Legal obteve sucesso na sua petição à Direção de Apelos e Julgamentos do Gabinete de Patentes e Marcas Registadas dos EUA para cancelar o registo da palavra “fandom” como marca registada para serviços de entretenimento.
  • O Portas Abertas anunciou a importação de dois arquivos: Dave & Ken’s Diner, um arquivo de Starsky & Hutch, e Warp 5 Complex, um arquivo de Star Trek: Enterprise.
  • Os estatutos da OTW foram atualizados com duas propostas do comité de Eleições: membros efetivos da Direção terão de esperar até ao ano seguinte ao final do seu mandato antes de se poderem candidatar novamente às eleições e novas alterações aos estatutos apenas terão impacto em eleições marcadas para pelo menos 90 dias mais tarde.
  • A equipa de Suporte recebeu 900 pedidos.
  • O comité de Organização de Tags compilou e publicou os First Principles of Wrangling, com o objetivo de tornar estes princípios facilmente acessíveis, de forma a ajudar as pessoas organizadoras de tags a compreender como implementar as guias em casos extremos e ainda dar a conhecer às pessoas utilizadoras do AO3 quais as ideias gerais que sustentam as Guias para a Organização de Tags.
  • O comité de Organização de Tags trabalhou com o Portas Abertas para lidar com pedidos de mapeamento de tags para seis arquivos prestes a serem importados e pediu ao comité de AD&T duas pequenas alterações à interface de organização de tags, as quais foram implementadas.
  • A Transformative Works and Cultures – Obras e Culturas Transformativas foi aceite pelo Directory of Open Access Journals.
  • O comité de Tradução ajudou a equipa de Suporte do AO3 a responder a um total de 37 pedidos.

Agosto

  • A equipa de Abuso recebeu 465 pedidos.
  • O comité de AD&T implementou nove versões. A maioria destas foi nos bastidores, mas também foram abordados alguns problemas relacionados com botões, emails, URLs e drives e a atualização da versão de Ruby.
  • O comité de Documentação para o AO3 publicou uma atualização às FAQs sobre Favoritos.
  • A Direção aprovou líderes e membros de equipa de vários comités, os prémios para a mini-angariação e para a angariação de membros seguinte e uma aquisição de emergência para o comité de Sistemas.
  • O comité de Comunicação colaborou com o comité de Desenvolvimento e Membros numa mini-angariação de eleitores antes das eleições.
  • O comité de Comunicação também enviou um pedido para um artigo para a revista Inverse, à procura de pessoas criadoras fãs para uma entrevista acerca do “papel e importância das obras de fãs na fandom, particularmente para comunidades que nem sempre conseguem o que querem ou necessitam dos média no que toca a representação e história”.
  • O Portas Abertas anunciou a futura importação de dois arquivos de Harry Potter, HP Fandom e The Hex Files, trabalhou no anúncio e preparação da importação de outros quatro arquivos e deu apoio à importação de obras de vários outros arquivos em progresso.
  • A equipa de Suporte recebeu 795 pedidos.
  • O comité de Webs diminuiu significativamente o seu tempo de resposta a pedidos de funcionalidades e denúncias de bugs e implementou um plantão rotativo para ajudar a reduzir ainda mais o tempo de resposta e garantir que as atualizações do site são executadas assim que são implementadas.

Setembro

  • A equipa de Abuso recebeu 600 pedidos.
  • O comité de AD&T implementou vários blocos de código (resumidos nas Notas de Lançamento das versões 0.9.154 – 0.9.158 e 0.9.159 – 0.9.163), incluindo alterações ao formulário de denúncia de Abuso, mais melhorias invisíveis e várias correções substanciais de bugs.
  • O comité de AD&T adicionou mais alguma documentação à nossa presença no GitHub, para convidar a mais contribuições de pessoas programadoras fora da OTW.
  • Foram eleitos dois novos membros da Direção, Kristina Busse e Priscilla Del Cima.
  • O comité de Comunicação celebrou o aniversário da OTW com uma conversa pública com três especialistas na curadoria e preservação da história de fãs.
  • O comité de Finanças publicou a atualização ao orçamento de 2016.
  • O comité de Publicações Académicas publicou a 22ª edição da Transformative Works and Cultures – Obras e Culturas Transformativas.
  • O comité Legal, em parceria com a Public Knowledge, submeteu uma carta amicus curiae a pedir ao Supremo Tribunal dos EUA para rever o caso de Lenz v. Universal. Isto veio no seguimento do trabalho do comité neste caso de longa duração, que diz respeito ao sistema de aviso-e-retirada do DMCA dos EUA.
  • O Portas Abertas anunciou duas novas importações: The Basement, ScullySlash e The Spooky Awards e Sinful Desire.
  • O Portas Abertas, em colaboração com o comité de Comunicação, organizou uma entrevista com Versaphile (que modera vários arquivos importados), uma entrevista com Alison Watson, membro da equipa do Portas Abertas e uma conversa ao vivo com palestrantes das três maiores coleções académicas de fandom: a Universidade de Iowa (nossa parceira no Projeto de Preservação da Cultura de Fãs), a Universidade A&M do Texas e a Universidade Bowling Green.
  • A equipa de Suporte recebeu 812 pedidos.
  • O comité de Organização de Tags mudou a forma como tags ambíguas são organizadas para reduzir a grande carga que metatags causam nos servidores. Se uma tag ambígua for utilizada para apenas um conceito, agora será sempre ligada a esse conceito, em vez de ser transformada numa metatag. Isto afeta todas as categorias de tags e todas as fandoms.
  • O comité de Webs trabalhou na resolução e melhoria de várias funcionalidades visuais e práticas do site transformativeworks.org.

Outubro

Novembro

  • A equipa de Abuso recebeu 390 pedidos.
  • O comité de AD&T trabalhou na correção de bugs e no aumento da cobertura de testes automáticos antes da atualização de Rails. Também foi lançada uma versão que inclui ferramentas que permitem que pessoas organizadoras de tags e membros da equipa de Suporte corrijam alguns problemas comuns sem a ajuda de uma pessoa administradora da base de dados.
  • O comité de Documentação para o AO3 publicou novas FAQs sobre Perfis, que também substituiram as antigas FAQs sobre Ícones.
  • A Direção deu as boas-vindas a dois membros recém-eleitos, os quais se tornaram membros efetivos a 1 de novembro. Para os ajudar a familiarizarem-se com todos os comités e quem os lidera, foram organizadas conversas de apresentação com líderes de vários comités ao longo do mês.
  • O comité de Eleições publicou estatísticas relativas às eleições no website, demonstrando o aumento da taxa de participação neste ano. Também foi recolhido feedback sobre as pessoas candidatas e vários comités.
  • Vários membros do comité de Publicações Académicas voluntariaram-se para introduzir metadados da TWC no Directory of Open Access Journals.
  • O Portas Abertas concluiu duas importações: Warp 5 Complex e Dave & Ken’s Diner.
  • A equipa de Suporte recebeu 941 pedidos.
  • O comité de Sistemas trabalhou com o comité de Publicações Académicas para conseguir a instalação da segunda iteração de OJS. Trabalhou também com o Portas Abertas em vários projetos, incluindo a mudança de cinco domínios para o AO3.
  • O comité de Organização de Tags trabalhou de perto com o Portas Abertas nas tags de uma importação muito extensa e complicada e um grupo de pessoas voluntárias de organização de tags recebeu formação específica para trabalhar com e apoiar o Portas Abertas no processo de importação.

Dezembro

  • A equipa de Abuso recebeu 360 pedidos.
  • O comité Legal criou uma publicação educacional e de assistência legal acerca de dois desenvolvimentos legislativos na UE e no Reino Unido prejudiciais a fãs, bem como aquilo que fãs podem fazer para os opor.
  • O comité de Planeamento Estratégico finalizou e anunciou o Plano Estratégico.
  • A equipa de Suporte recebeu 840 pedidos.
  • O comité de Voluntariado & Recrutamento dissolveu o comité de Fan Video e Multimédia e renomeou o comité de Publicações Académicas para comité da TWC.

DECLARAÇÕES FINANCEIRAS

Declaração da Situação Financeira

A 31 de dezembro de 2016 A 31 de dezembro de 2015
ATIVOS
Dinheiro e equivalentes de caixa 589.376,55 426.347,97
Contas a Receber
Investimentos 10.144,58 10.081,82
Juros a Receber 10,05 62,76
Ativos Fixos, Desvalorização Acumulada Líquida 89.447,31 96.938,01
Total de Ativos 688.978,49$ 533.430,56$
PASSIVOS FINANCEIROS
Contas a Pagar
Total dos Passivos Financeiros
PATRIMÓNIO LÍQUIDO
Ilimitado 688.978,49 533.430,56
Temporariamente Restrito
Permanentemente Restrito
Património Líquido Total 688.978,49$ 533.430,56$
Total de Passivos Financeiros e Património Líquido 688.978,49$ 533.430,56$

Declaração de Atividade

A 31 de dezembro de 2016 A 31 de dezembro de 2015
RECEITA
Contribuições Diretas 303.607,89 342.468,69
Doações de Programas de Equiparação Empresarial 3.573,79 695,09
Ganhos Líquidos em Investimentos 10,05 62,76
Receita Total 307.191,73$ 343.226,54$
DESPESAS
Despesas dos Programas
Archive of Our Own (O Nosso Próprio Arquivo) 102.754,22 112.977,89
Open Doors (Portas Abertas) 1.060,69 434,69
Transformative Works & Cultures (TWC) (Culturas e Obras Transformativas) 2.043,22 3.167,02
Fanlore 4.427,42 5.699,26
Legal Advocacy (Assistência Legal) 2.196,76
Divulgação em Convenções 943,42
Total de Despesas com Programas 112.482,31$ 123.222,27$
Serviços de Apoio
Angariação de Fundos e Desenvolvimento de Membros 19.473,62 26.298,16
Gestão e Administração 19.687,87 36.095,08
Total de Despesas com Serviços de Apoio 39.161,49$ 62.393,24$
Total de Despesas 151.643,80$ 185.615,51$
Alteração no Património Líquido 155,547.93$ 157,611.03$
Património Líquido, Início do Ano 533.430,56$ 375.819,53$
Património Líquido, Fim do Ano 688.978,49$ 533.430,56$

Despesas Funcionais

Archive of Our Own (O Nosso Próprio Arquivo) Open Doors (Portas Abertas) Transformative Works & Cultures (TWC) (Culturas e Obras Transformativas) Fanlore Legal Advocacy (Assistência Legal) Divulgação em Convenções Angariação de Fundos e Desenvolvimento de Membros Gestão e Administração Total
Hardware do Servidor 520,97 11,58 28,94 17,37 578,85
Alojamento de Servidor 34.708,11 754,42 1.886,04 1.637,88 38.986,45
Fornecedor de Alojamento 1.039,40 1.039,40
Licenças e Suporte 98,00 98,00
Domínios de Website 76,00 633,47 41,38 76,00 826,85
Monitorização de Website 6.395,00 6.395,00
Alojamento de Website 295,55 4.328,89 4.624,44
Firewall 89,10 1,98 4,95 2,97 99,00
Despesas com Entidades Contratadas 15.709,98 15.709,98
Despesas Profissionais
Treino 328,89 5,25 13,12 7,87 355,13
Viagens 1.896,76 1.896,76
Administração e Gestão 2.536,45 99,00 2.646,65 5.282,10
Plug-ins 328,00 1.775,80 2.103,80
Serviços Profissionais 300,00 300,00
Custos Judiciais
Custos de Registo
Impressão
Merchandise Premium 2.134,72 2.134,72
Custos de Transação 11.779,72 11.779,72
Custos Bancários 12,72 12,72
Franquias e Remessas 1.922,46 2.197,34 4.119,80
Software de Monitorização de Membros 3.200,00 3.200,00
Software de Pedidos 424,00 424,00
Gestão de Projeto
Marcas Comerciais
Seguros 3.007,75 3.007,75
Custos Bancários 609,38 609,38
Custos de Apresentação da Declaração de Rendimentos
Software de Contabilidade 861,25 861,25
Despesas de Desvalorização 42.389,73 941,99 2.354,99 1.412,99 47.099,70
Total 102.754,22$ 1.060,69$ 2.043,22$ 4.427,42$ 2.196,76$ 19.473,62$ 19.687,87$ 151.643,80$

Despesas com Programas

2016 2015
DESPESAS COM PROGRAMAS
Archive of Our Own (O Nosso Próprio Arquivo)
Hardware do Servidor 520,97 908,10
Alojamento do Servidor 34.708,11 33.425,67
Licenças e Domínios 31.327,87
Domínios de Website 76,00 114,00
Monitorização de Website 6.395,00 5.400,00
Firewall 89,10
Despesas com Entidades Contratadas 15.709,98 99,00
Despesas Profissionais
Treino 328,89
Viagens
Desvalorização 42.389,73 36.669,25
Administração e Gestão 2.536,45 5.034,00
Total 102.754,22$ 112.977,89$
Open Doors (Portas Abertas)
Domínios de Website 633,47 185,18
Alojamento de Website 295,55 150,51
Plug-Ins 32,67
Administração e Gestão 99,00 99,00
Total 1.060,69$ 434,69$
Transformative Works & Cultures (TWC) (Culturas e Obras Transformativas)
Hardware de Servidor 11,58 20,18
Alojamento de Servidor 754,42 732,51
Licenças e Suporte 696,17
Firewall 1,98
Despesas com Entidades Contratadas
Treino 5,25
Viagens 577,28
Desvalorização 941,99 814,87
Serviços Profissionais 328,00 326,00
Total 2.043,22$ 3.167,02$
Fanlore
Hardware de Servidor 28,94 50,45
Alojamento de Servidor 1.886,04 1.831,28
Licenças e Suporte 98,00 1.740,44
Firewall 4,95
Despesas com Entidades Contratadas
Serviços Profissionais
Treino 13,12
Desvalorização 2.354,99 2.037,18
Domínios de Website 41,38 39,91
Total 4.427,42$ 5.699,26$
Assistência Legal
Custos Judiciais 300,00
Viagens 1.896,76
Treino
Administração e Gestão
Total 2.196,76$
Divulgação em Convenções
Viagens 943,42
Custos de Registo
Impressão
Merchandise Premium
Total 943,42$
Total de Serviços de Programas 112.482,31$ 123.222,27$
ANGARIAÇÃO DE FUNDOS
Despesas Relacionadas com Donativos
Custos de Transação 11.779,72 12.557,05
Custos Bancários 12,72
Total 11.792,44$ 12.557,05$
Premiums
Merchandise Premium 2.134,72 4.395,78
Franquias e Remessas 1.922,46 3.945,33
Total 4.057,18$ 8.341,11$
Membros
Software de Monitorização de Membros 3.200,00 5.400,00
Software de Pedidos 424,00
Total 3.624,00$ 5.400,00$
Total de Angariação de Fundos 19.473,62$ 26.298,16$
GESTÃO E ADMINISTRAÇÃO INTERNAS
Website e Subpáginas da OTW
Hardware de Servidor 17,37 30,27
Alojamento de Servidor 1.637,88 1.407,20
Fornecedor de Alojamento 1.039,40 1.521,38
Domínios de Website 76,00 2.161,21
Alojamento de Website 4.328,89 841,94
Despesas com Entidades Contratadas
Firewall 2,97
Licenças e Suporte 1.044,26
Plug-ins 66,33
Desvalorização 1.412,99 1.222,31
Treino 7,87
Total 8.589,70$ 8.228,57$
Outro
Serviços Profissionais 1.775,80
Gestão de Projeto
Marcas Comerciais
Seguros 3.007,75 2.981,25
Custos Bancários 609,38 1.103,49
Custos de Apresentação da Declaração de Rendimentos 60,00
Software de Contabilidade 861,25 522,00
Franquias e Remessas 2.197,34 439,06
Viagens 20.687,71
Administração e Gestão 2.646,65 2.073,00
Total 11.098,17$ 27.866,51$
Total de Gestão e Administração Internas 19.687,87$ 36.095,08$
Total de Despesas 151.643,80$ 185.615,51$

NOTAS PARA AS DEMONSTRAÇÕES FINANCEIRAS

Nota 1 – Natureza das Atividades e Políticas de Contabilidade Significativas

Organização

A Organização para Obras Transformativas (a OTW) foi incorporada como uma organização sem fins lucrativos no Estado de Delaware a 5 de setembro de 2007 e tem estatuto sem fins lucrativos 501c3 no Código Fiscal dos EUA. A OTW foi criada por fãs para servir os interesses de fãs, proporcionando acesso e preservando a história das obras e da cultura de fãs nas suas inumeráveis formas. A OTW é um esforço colaborativo iniciado e levado a cabo por fãs. Há mais de 500 pessoas voluntárias a contribuir para os cinco maiores projetos da OTW (o Archive of our Own (O Nosso Próprio Arquivo), o Open Doors (Portas Abertas), a Fanlore, a Assistência Legal e a Transformative Works & Cultures (Culturas e Obras Transformativas)), assim como a contribuir para a angariação de fundos, o desenvolvimento de membros e a gestão e administração internas.

A declaração financeira em anexo foi preparada de acordo com os Generally Accepted Accounting Principles (GAAP) (Princípios Geralmente Aceites de Contabilidade), como exigido a organizações sem fins lucrativos. Foi declarada no regime de contabilidade de caixa modificada, segundo o qual as despesas são registadas quando pagas e as doações são registadas quando recebidas, com exceções para a despesa de desvalorização.

Apresentação da Situação Financeira

A OTW apresenta informação relativa à sua posição e atividades financeiras de acordo com três classes de património líquido: património líquido ilimitado, património líquido temporariamente restrito e património líquido permanentemente restrito. Atualmente, as despesas são classificadas em despesas de serviços e despesas de apoio.

Utilização de Estimativas

A preparação das demonstrações financeiras em conformidade com os princípios contabilísticos geralmente aceites requer gestão para fazer estimativas e hipóteses que afetam os valores declarados de ativos e passivos à data das demonstrações financeiras e dos valores declarados de receitas e custos durante o período do relatório.

Os resultados reais podem diferir dessas estimativas.

Dinheiro e Equivalentes de Caixa

Para efeitos de declaração financeira, a OTW considera como equivalente de caixa todos os investimentos altamente líquidos com um prazo de vencimento original de três meses ou menos. Atualmente, a OTW não tem equivalentes de caixa.

Investimentos

Os investimentos consistem em certificados de depósito com um prazo de vencimento original de 18 meses.

Propriedade e Equipamento

O equipamento e as atualizações são registados na base do custo de compra ou no valor do mercado justo à data da doação. A OTW capitaliza todas as aquisições com um limiar de custo de 500$. A desvalorização é registada utilizando o método de amortizações degressivas a 200%.

Contribuições

As contribuições recebidas são registadas como apoio não restrito, temporariamente restrito, ou permanentemente restrito, conforme a existência e/ou a natureza de restrições impostas pelas pessoas doadoras. A OTW não tem, atualmente, contribuições registadas como apoio temporário ou permanentemente restrito.

Contribuições em Espécie

Atualmente, a OTW não atribui qualquer valor monetário à atividade voluntária na Declaração de Atividade.

Serviços de Programas

Archive of Our Own (O Nosso Próprio Arquivo): Inclui todas as atividades relacionadas com o funcionamento e a manutenção do website archiveofourown.org.

Open Doors (Portas Abertas): Inclui todas as atividades relacionadas com a importação de arquivos de fanfiction em risco, despesas de domínios de website e custos de servidor atribuídos à subpágina do Portas Abertas.

Fanlore: Inclui todas as atividades relacionadas com o funcionamento e a manutenção do website fanlore.org.

Transformative Works & Culture (Culturas e Obras Transformativas): Inclui todas as atividades relacionadas com a produção e o alojamento de artigos para edições periódicas da publicação académica.

Assistência Legal: Inclui todas as atividades relacionadas com o preenchimento de petições e à expansão da sensibilização para as leis de direitos de autor e de utilização livre dos EUA.

Divulgação em Convenções: Inclui todas as atividades relacionadas com a expansão da presença da OTW em encontros de fãs.

Os custos de fornecimento de programas e de serviços de suporte da OTW foram resumidos numa base funcional na Declaração de Despesas Funcionais. Assim, alguns custos foram distribuídos entre programas e serviços beneficiários.

Ver a Figura 1 – Despesas de Programas para uma comparação com as despesas do ano passado.

Impostos de rendimento

A OTW é uma organização 501c3 isenta das taxas de rendimento federais e estatais segundo as provisões da Secção 501c3 do Código Fiscal dos EUA e da Secção 1902(b)(6), Título 30 do Código de Conduta do Estado de Delaware, respetivamente. Como tal, nenhuma norma para imposto financeiro foi disponibilizada nestas demonstrações financeiras.

Nota 2 – Equipamento

A 31 de dezembro de 2016, o custo do equipamento foi o seguinte:

2016 2015
Servidores 224.531,31 186.244,31
Equipamento Relacionado com Servidores 14.377,73 13.055,73
Firewall 3.405,35 3.405,35
Total 242.314,39$ 202.705,39$
Desvalorização Acumulada (152.867,08) (105.767,38)
Total Líquido 89.447,31$ 96.938,01$

SOBRE A OTW: A NOSSA MISSÃO, VISÃO E VALORES

A NOSSA MISSÃO

A OTW (Organização para Obras Transformativas) é uma organização sem fins lucrativos estabelecida por fãs para servir o interesse de fãs, fornecendo acesso e preservando a história de obras e da cultura de fãs nas suas várias formas. Acreditamos que as obras de fãs são transformativas e que obras transformativas são legítimas.

A OTW representa uma prática de obras de fãs transformativas com raízes históricas numa cultura primariamente feminina. A OTW irá preservar os registos dessa história enquanto segue a sua missão e encoraja expressões novas e não convencionais de identidade cultural dentro da fandom.

A NOSSA VISÃO

Antevemos um futuro no qual todas as obras de fãs são reconhecidas como legais e transformativas e são aceites como uma atividade criativa legítima. Somos pessoas proativas e inovadoras na proteção e defesa do nosso trabalho contra a exploração comercial e desafios legais. Preservamos a economia, os valores e a expressão criativa de fãs, através da proteção e do estímulo dos nossos fãs, do nosso trabalho, do nosso comentário, da nossa história e da nossa identidade enquanto providenciamos o maior acesso possível à atividade de fãs a todos os fãs.

OS NOSSOS VALORES

  • Damos valor às obras de fãs transformativas e às comunidades inovadoras que lhes deram origem, incluindo média, ficção com pessoas reais, anime, banda desenhada, música e vídeo.
  • Damos valor à nossa identidade como uma comunidade predominantemente feminina com uma história rica em criatividade e comentários.
  • Damos valor à nossa infraestrutura com base no voluntariado e à cultura de doação por fãs, que reconhece e celebra o seu mérito numa panóplia de atividades diversas.
  • Damos valor a tornar as atividades de fãs o mais acessíveis possível a todas as pessoas que queiram participar.
  • Damos valor à diversidade infinita em combinações infinitas. Damos valor a todas as pessoas fãs envolvidas em obras transformativas: fãs de qualquer etnia, género, cultura, identidade sexual ou capacidade. Damos valor à polinização cruzada desimpedida e à troca de ideias e culturas entre fãs, enquanto evitamos a homogeneização ou centralização da fandom.

ACERCA DA OTW: QUEM SOMOS

A OTW é dirigida por fãs para fãs. As pessoas diretoras da Direção da OTW são todas ativas na fandom, tal como os mais de 500 membros de comité e pessoas voluntárias.

DIREÇÃO

Matty Bowers deparou-se pela primeira vez com fandoms em maio de 1998; porém, não se envolveu realmente até 2001. As suas primeiras fandoms foram Highlander e Buffy, mas rapidamente entrou para outras fandoms. Hoje em dia, é uma grande fã de fandom; lê quase todas as obras de tamanho épico de qualquer fandom! Matty esteve maioritariamente na sombra nos últimos anos, mas acabou por começar a contribuir para projetos de fãs, como newsletters e comunidades de recomendações. Quando ouviu boatos da criação de um local cujos servidores seriam propriedade da fandom, ficou fascinada e intrigada e juntou-se à OTW como organizadora de tags, aquando da angariação de membros de 2009. Desde aí, tem trabalhado nos comités de Suporte, de Documentos do AO3 e de Abuso. Matty tem uma licenciatura em Educação e dedicou-se ao ensino durante mais de uma década até passar para um emprego na área da tecnologia. Atualmente, trabalha como gerente numa empresa local e, nos tempos livres, trabalha como suporte técnico para as suas muitas pessoas amigas e família.

Kristina Busse é coeditora fundadora da publicação académica da OTW Transformative Works and Cultures e há 8 anos que trabalha para a OTW. Coeditou vários livros académicos acerca de ficção e culturas de fã e continua a publicar na área. Os seus livros incluem Framing Fan Fiction (2017) e as coleções de artigos co-editadas Fan Fiction and Fan Communities in the Age of the Internet, Sherlock and Transmedia Fandom e The Fan Fiction Studies Reader. De facto, todas as receitas revertem para a OTW. Kristina juntou-se à fandom organizada como uma shipper de Buffy/Angel no final dos anos 90 e tem feito parte de mais fandoms do que quer admitir, neste momento com uma obsessão por Dragon Age, MCU e Vorkosigan. Tem um doutoramento em Inglês da Tulane University e é professora no Departamento de Filosofia e no Departamento de Estudos de Género na University of South Alabama. Ensina tudo desde lógica e mitologia a estudos de fãs e história LGBT. Kristina é uma alemã transplantada que vive no sul dos Estados Unidos com a sua família de jogadores de RPGs de tabuleiro.

Aline Carrão (Presidente) trabalhou na defesa do consumidor e em direito civil e atualmente retomou a sua educação para trabalhar como funcionária pública. Aline descobriu as fandoms quando Harry Potter estava a apoderar-se do mundo e nunca partiu. Podes encontrá-la sob a identidade de fã LilyC no AO3 e no Tumblr. Juntou-se à OTW em 2013 como organizadora de tags e, com o tempo, foi-se envolvendo noutras partes da organização; agora, é membro das equipas de Suporte e de Tradução. Na equipa de Suporte, tratou de preocupações, questões e feedback das pessoas utilizadoras; na equipa de Tradução, gere mais de 150 pessoas voluntárias e completou projetos com prazos rígidos num ambiente de comunicação produtiva e constante entre os membros da equipa.

Priscilla Del Cima tem uma licenciatura de Direito e um mestrado em Administração de Empresas. Juntou-se à OTW em 2009 e tem trabalhado em vários comités desde então, incluindo Desenvolvimento e Membros, Documentação para o AO3. Tem liderado o comité de Tradução desde que trabalhou na sua reestruturação em finais de 2013 e também tem estado envolvida na reconstrução da equipas de Finanças e da Fanlore.

Atiya Hakeem (Tesoureira) obteve uma licenciatura em Biologia pelo Instituto de Tecnologia da Califórnia (Caltech) e foi para a Universidade do Havai tirar um doutoramento em Ciências Biomédicas. Depois de trabalhar muitos anos no Caltech como neurologista e a estudar o autismo e a cognição social, recentemente regressou ao Havai e agora trabalha com porcos-formigueiros como voluntária no zoo de Honolulu. Sempre utilizou as fandoms como um meio de fuga e criatividade, com interesses que incluem Star Trek, basebol, a era da navegação à vela, Hawai Força Especial e anime, culminando na sua participação como membro da equipa da Anime Expo e da Anime Expo de Nova Iorque. Juntou-se à OTW como voluntária em 2012 na equipa de Suporte e, desde então, respondeu a cerca de 5.000 perguntas de pessoas utilizadoras. Motivada pelo desejo de ter um papel direto na atividade do Arquivo, juntou-se ao comité de Acessibilidade, Design e Tecnologia (o comité de programação e de design do Arquivo) como voluntária da equipa de testes e agora está à frente do subcomité de Testes e Garantia de Qualidade. Também fez parte dos grupos de trabalho de Reestruturação de Categorias e de Inquérito.

Katarina Harju é uma finlandesa que fala sueco e está a tirar um curso universitário em Tecnologias da Informação. Antes disso, trabalhou em contabilidade durante muitos anos. Foi pesquisar acerca de fandom em 2000, depois de ler sobre isso numa revista (e estará para sempre grata por ter pegado nessa revista num momento de tédio). Criou obras de fã para várias fandoms, muitas das quais podem ser encontradas na sua página de utilizadora do AO3. Pelo caminho, apaixonou-se por podfics e atualmente ainda escreve fanfics, grava podfics e chega mesmo a produzir trabalhos manuais sobre fandom de tempos em tempos, mas não tão regularmente como gostaria. Katarina seguiu o trabalho da OTW de perto desde o início, envolvendo-se em 2013 como parte do comité de Tradução, onde atualmente trabalha como tradutora e membro da equipa. Em 2014, trabalhou algum tempo como organizadora e atualmente também faz parte do comité de Abuso do AO3.

Alex Tischer (Secretária), é médica veterinária, certificada em ECC (Emergency and Critical Care – Emergências e Cuidados Intensivos). Cresceu na Alemanha e atualmente vive no Reino Unido. Ainda antes do novo milénio, já pertencia a fandoms e já passou por mais do que as que cabem aqui. As mais atuais incluem Rivers of London, Sob Suspeita e Mad Max: Estrada da Fúria. Tem sido membro da OTW praticamente sem interrupções desde 2008, fazendo algum tipo de voluntariado durante esse tempo. Para além de fandoms de média, também acabou no estranho e fantástico mundo dos desportos – nichos que em muitos aspetos se parecem com as fandoms. Quando não está a tratar de animais doentes, Alex pode ser encontrada em pistas de obstáculos, a praticar escalada e a praticar trail running quase tantas vezes como a consumir média.

MEMBROS EMERITOS DA DIREÇÃO

2015

  • Eylul Dogruel
  • Soledad Griffin
  • Andrea Horbinski
  • M.J. MacRae
  • Cat Meier
  • Jessica Steiner

2014

  • Franzeska Dickson
  • Anna Genoese
  • Nikisha Sanders

2013

  • Julia Beck
  • Maia Bobrowicz
  • Ira Gladkova
  • Kristen Murphy

2012

  • Francesca Coppa, PhD
  • Naomi Novik
  • Jenny Scott-Thompson

2011

  • Rachel Barenblat
  • Hele Braunstein
  • Sheila Lane
  • Allison Morris

2010

  • Naomi Novik
  • Rebecca Tushnet, JD
  • Elizabeth Yalkut

2009

  • KellyAnn Bessa
  • Susan Gibel, JD

2008

  • Cathy Cupitt, DCA
  • Michele Tepper, PhD

Lê mais sobre os antigos membros da Direção
Lê mais sobre os nossos comités atuais

COMITÉS

Abuso
Acessibilidade, Design e Tecnologia
Documentação para o AO3
Comunicação
Desenvolvimento e Membros
Eleições
Fanlore
Finanças
Internacionalização e Expansão
Legal
Open Doors (Portas Abertas)
Planeamento Estratégico
Suporte
Sistemas
Organização de Tags
Tradução
TWC (Culturas e Obras Transformativas)
Voluntariado e Recrutamento
Estratégia, Design e Desenvolvimento da Web

GRUPOS DE TRABALHO

Políticas de Conteúdo