Divulgação das Candidaturas para as Eleições da OTW de 2015

Divulgação das Candidaturas

A OTW (Organização para Obras Transformativas) orgulha-se de anunciar as seguintes candidaturas para as Eleições de 2015 (por ordem alfabética do primeiro nome):

  • Alex Tischer
  • Aline Carrão
  • Andrea Horbinski
  • Atiya Hakeem
  • Daniel Lamson
  • Katarina Harju
  • Matty Bowers
  • Nikisha Sanders

Como temos 2 posições por preencher e 8 pessoas candidatas, as eleições de 2015 serão disputadas — isto é, os membros da OTW irão votar em quem irá ocupar essas posições.

O Comité de Eleições está ansioso por começar o processo de apresentação das pessoas candidatas a todos os membros da OTW! Neste artigo, encontram-se links para as pequenas biografias e manifestos escritos pelas pessoas candidatas. Este artigo marca também o início do nosso período de Perguntas e Respostas (Q&A), durante o qual convidamos o público a submeter questões para as pessoas candidatas. Além disso, iremos ter uma série de conversas em direto, cujas datas serão anunciadas consoante a disponibilidade das pessoas candidatas. Informações acerca do período e processo de votação serão também publicadas em breve.

Entretanto, há uma cronologia dos eventos de Eleições disponível para referência. Leia-a para ficar a saber mais sobre as nossas pessoas candidatas e como poderá submeter-lhes questões!

Manifestos e Biografias

Pedimos a cada pessoa candidata para fornecer uma biografia com o sumário da sua experiência como profissional e como fã, bem como para escrever um manifesto sobre os seus objetivos para o seu mandato na Direção, respondendo às seguintes questões:

  1. Porque é que decidiu concorrer às eleições para a Direção?
  2. Que capacidades e/ou experiência irá trazer para a Direção?
  3. Que objetivos gostaria de atingir durante o seu mandato?
  4. Qual é a sua experiência nos projetos da OTW e como irá colaborar com os comités relevantes para os apoiar e reforçar? Por favor inclua o Archive of Our Own – AO3 (O Nosso Próprio Arquivo), a Transformative Works and Cultures – TWC (Culturas e Obras Transformativas), a Fanlore, o nosso trabalho de Legal Advocacy (Assistência Legal) e o Open Doors (Portas Abertas); contudo sinta-se à vontade para enfatizar certas áreas em que tenha interesse.
  5. Escolha dois tópicos/problemas que pensa serem de alta prioridade para a OTW, tanto interna como externamente. O que é que estes tópicos significam para si e porque é que lhe são importantes? Como irão fazer parte do seu serviço?
  6. Qual pensa serem as principais responsabilidades da Direção? Conhece bem os requisitos legais para uma direção de uma organização sem fins lucrativos sediada nos EUA?
  7. Como irá equilibrar o seu trabalho na Direção com outros papéis que desempenha na OTW, ou como planeia delegar os seus cargos atuais para se poder concentrar no trabalho de Direção?

Pode ler as respostas das pessoas candidatas a estas questões e as suas biografias através dos seguintes links.

Perguntas e Respostas (Q&A)

As pessoas candidatas irão também responder a questões do público. Qualquer pessoa poderá submeter questões através do formulário de Eleições. Por favor, submeta todas as suas questões até às 23:59 UTC do dia 21 de Setembro. (A que horas corresponde no local onde vivo?) Todas as 8 pessoas candidatas irão responder a cada questão submetida, sob as seguintes restrições:

  • As questões não devem repetir as questões dos manifestos. Isto serve para permitir que as pessoas candidatas dediquem o seu tempo a responder a novas questões.
  • Questões semelhantes serão agrupadas para que as pessoas candidatas não precisem de se repetir. A equipa de Eleições irá decidir que questões são suficientemente semelhantes para serem agrupadas.
  • Se a sua pergunta for em seguimento de uma questão do manifesto, por favor mencione especificamente que se trata de um seguimento de uma questão, de modo a não ser tratada como uma repetição.

A data de publicação das respostas será escolhida dependendo do número de questões recebidas.

Sobre Aplicações Móveis do AO3

Banner feito por Diane com as silhuetas de um homem e uma mulher conversando com balões de diálogo, um dos quais tem a logo da OTW e o outro contendo as palavras

Foi lançada recentemente no Google Play uma aplicação não-oficial do Archive of Our Own – AO3 (O Nosso Próprio Arquivo) para Android. Como este lançamento voltou a dar destaque ao assunto, queríamos aproveitar esta oportunidade para partilhar o estado atual do desenvolvimento de uma aplicação oficial do AO3.

“Já pensaram em criar uma aplicação?” é uma das perguntas que nos é colocada mais frequentemente, mas no que diz respeito a desenvolver aplicações móveis, nunca existe na realidade “uma” aplicação. As aplicações precisam de ser construídas para diferentes plataformas móveis — sendo Android, iOS e Windows Mobile as três principais — e para as várias versões destas plataformas ainda em uso.

Antes de podermos sequer começar a desenvolver uma aplicação que te permitisse fazer o que quer que fosse para além de navegar obras não-restritas, seria necessário desenvolver um API público — o que, sem dúvida, faz parte do nosso plano de desenvolvimento, mas antes disso, há vários outros lançamentos importantes pela frente. Depois, seria necessário construir interfaces de utilizador diferentes e funcionais, tanto para telemóvel como para tablet. O que parece ser um projeto pequeno e simples rapidamente evolui assim para algo que necessita de vários recursos, competências e dedicação. Embora tenhamos dito no passado que gostaríamos de lançar uma aplicação móvel do AO3, de momento, os recursos necessários não se encontram disponíveis.

A equipa de programação que desenvolve o AO3 fá-lo de forma voluntária e dispensa tanto tempo quanto possível para apoiar o seu crescimento — mas esse tempo é limitado e ocupado na totalidade com o trabalho necessário para manter o AO3 a funcionar sem problemas. Ou a equipa utiliza o seu tempo para continuar a melhorar o AO3, ou para desenvolver uma aplicação — não há pessoas voluntárias suficientes para tratar das duas coisas.

Não é só o desenvolvimento inicial que exigiria uma elevada quantidade de recursos. Uma aplicação iria precisar de manutenção e atualizações contínuas para assegurar que continua a funcionar à medida que as novas versões de cada plataforma são lançadas — para não falar de aperfeiçoamentos da aplicação para incluir funcionalidades do AO3 novas e melhoradas! E como uma aplicação exigiria manutenção a longo prazo realizada por uma equipa dedicada, não é algo que possamos financiar de uma forma segura recorrendo a donativos.

Mas, para suportar uma aplicação, não bastam recursos de programação e de realização de testes! Também seriam necessários recursos para as seguintes equipas:

  • Seriam necessários elementos para uma equipa de Suporte, treinados e preparados para ajudar com quaisquer problemas técnicos encontrados em cada plataforma,
  • A nossa equipa de Documentação teria de criar e atualizar continuamente documentos de suporte para a aplicação, e
  • A equipa de Tradução teria de traduzir e atualizar continuamente a documentação para tornar a aplicação acessível para quem não fala Inglês.

Isto não só seriam mais recursos do que aqueles que temos disponíveis de momento, como também implicaria que membros de cada equipa fossem afastados do trabalho que desenvolvem atualmente de acordo com o nosso plano de desenvolvimento.

O objetivo da nossa equipa é manter o AO3 disponível e acessível ao maior número de pessoas possível. O melhor modo de o fazer é focando os nossos esforços na construção de uma única versão funcional do AO3 que funcione (e funcione bem!) no máximo número de dispositivos possível. A nossa eterna dedicação passa por assegurar que isto inclua dispositivos de todos os tamanhos e feitios, e iremos continuar a focar recursos para melhorar a responsividade e usabilidade móvel do site para toda a gente. Tal significa que uma aplicação independente é simplesmente impossível nesta altura do desenvolvimento do AO3.

Para finalizar com uma nota sobre segurança, se uma aplicação ou site criados por terceiros pedir a tua informação de início de sessão no AO3, por favor procede com cuidado e tem em mente que estás a fornecer esta informação sob o teu próprio risco. Embora de momento não haja preocupações de segurança, por favor assegura-te de mudar a tua palavra-passe se acreditares que a tua conta possa ter sido comprometida em qualquer altura.

Este artigo de notícias foi traduzido pela equipa voluntária de tradução da OTW. Para saberes mais sobre o nosso trabalho, visita a página de Tradução em transformativeworks.org.

Destaque em Tradução

140 pessoas tradutoras traduziram mais de 1.500.000 palavras em 2.000 documentos e 22 línguas até agora

Porque é que a Tradução é uma parte importante da OTW?

O nosso papel na OTW é transmitir o conteúdo oficial dos projetos e comités da OTW a fãs em todo o mundo. Traduzimos notícias, páginas de ajuda, conteúdo de sites, emails e comentários, para que as pessoas que não falam Inglês possam ter acesso ao trabalho que o resto da organização faz.

Existem mais de 500 pessoas voluntárias de todos os cantos do mundo dentro dos vários comités da OTW – para que possamos todos trabalhar em conjunto, muito do trabalho e desempenho diário da OTW é, por necessidade, realizado em Inglês. O trabalho da equipa de Tradução é manter o contacto com os comités que publicam conteúdo, de forma a que este possa ser publicado em várias outras línguas também.

(Já agora: não traduzimos obras de fãs! Kudos a todas as pessoas que o fazem, mas já temos as nossas mãos cheias com o conteúdo oficial da OTW.)

Para quantas línguas conseguem traduzir? Quantos de vocês existem?

De momento, trabalhamos em 22 línguas: Alemão, Árabe, Catalão, Checo, Chinês, Coreano, Dinamarquês, Espanhol, Finlandês, Francês, Hebraico, Holandês, Húngaro, Indonésio, Italiano, Polaco, Português do Brasil, Português Europeu, Russo, Suaíli, Sueco, e Turco.

Somos 147 pessoas voluntárias, contando tanto pessoas tradutoras como coordenadores de equipa. As nossas equipas de língua variam em tamanho, desde a enorme equipa Alemã, com 17 pessoas, até à nossa equipa mais recente, Suaíli, com apenas uma pessoa tradutora até agora!

Qual é a vossa parte favorita de trabalhar no comité de Tradução?

Traduzimos muitas coisas diferentes e somos um grupo muito diverso, por isso toda a gente tem os seus próprios momentos favoritos, mas muitos de nós adoram o sentimento imediato de recompensa ao ajudarmos utilizadores diretamente através da colaboração com as equipas de Abuso e Suporte e respondendo a comentários nas notícias.

Uma das melhores coisas no trabalho da Tradução é que também somos um grupo muito divertido e animado – com uma equipa tão grande, abrangemos praticamente todas as fandoms e interesses, por isso é tão provável encontrares pessoas a falar sobre tricô como sobre dança do varão nas nossas salas de chat, ou cheias de emoções sobre tudo desde o capítulo mais recente de One Piece até a Faking It. Entre nós, temos quem escreva fanfic, seja artista de fanart, grave podfics, realize fanvideos ou crie legendas para estes, faça gifs, faça críticas de obras de fãs, escreva meta, modere desafios, e muito mais! (Também falamos sobre tradução de vez em quando.)

Se tiver interesse no comité de Tradução, como é que me posso envolver?

Entra em contacto connosco! Ficamos sempre felizes por conhecer pessoas que possam vir a ser tradutoras. Se gostarias de saber mais sobre como trabalhamos, podes também consultar a nossa página no website da OTW.







Este artigo de notícias foi traduzido pela equipa voluntária de tradução da OTW. Para saberes mais sobre o nosso trabalho, visita a página de Tradução em transformativeworks.org.