Post criado por convidadx da OTW: Henry Jenkins

De tempo em tempos a OTW (Organização para Obras Transformativas) trará posts escritos por convidadxs nas nossas contas de Notícias da OTW. Estes posts pretendem das espaço para uma perspectiva externa a respeito da OTW ou de aspectos do fandom onde nossos projetos podem estar presentes. Estas postagens expressam as opiniões pessoais dxs autorxs e não necessariamente refletem as visões da OTW ou constituem a política da OTW. Nós adoraríamos receber sugestões de fãs para posts no futuro, elas podem ser deixadas nos comentários desta publicação ou entrando em contato direto conosco.

Henry Jenkins é um dos pesquisadores mais conhecidos na área de estudos de mídia dedicado a pesquisas relacionadas ao fandom. Seu livro de 1992 Textual Poachers: Television Fans and Participatory Culture foi lido em todo o mundo e é visto como um dos textos essenciais da área de estudos de fãs. Quando pedimos que escrevesse este post para o nosso aniversário de dez anos, ele respondeu: “é uma honra ser convidado para desempenhar esse papel”. Henry fala conosco a respeito de fãs, estudantes e fandom.

Textual Poachers continua sendo lido por estudantes e pessoas curiosas a respeito de fãs e fandoms, mas você também já escreveu vários outros livros e artigos desde então. Na sua opinião, quais foram as maiores mudanças no fandom desde que você começou tanto como pesquisador quanto como participante?

Com relação ao fandom, o impacto das mídias digitais foi decisivo: expandindo o alcance do fandom, criando conexões mais profundas entre fãs ao redor do mundo; aumentando o velocidade de resposta dos fãs, que podem reagir em tempo real aos seus programas preferidos; criando um espaço onde obras de fãs são muito mais visíveis para a cultura como um todo (o que tem aspectos bons e ruins); permitindo que pessoas encontrem o caminho para o fandom cada vez mais jovens; e ampliando o impacto das ações de fãs ativistas para que suas vozes sejam ouvidas no que diz respeito ao cancelamento de programas. (Não é preciso ir além da recente e dramática mudança na sorte de Timeless).

Com relação ao estudo acadêmico do fandom, nós vimos o surgimento de um subcampo de pesquisa, com suas próprias conferências e organizações profissionais, suas próprias publicações (inclusive a Transformative Works and Cultures — TWC (Culturas e Obras Transformativas)), suas próprias linhas de editoriais, seus próprios cursos, e assim por diante. No próximo ano, ao menos quatro antologias acadêmicas serão publicadas dedicadas ao mapeamento do campo de estudos de fandom, refletindo o surgimento de uma nova geração de pesquisadores e representando inovações em diversas áreas, mas principalmente no que diz respeito a finalmente confrontar a questão racial.

Leia Mais

Campanha de Abril da OTW: Foco em Transformative Works and Cultures

 

Construindo Caminhos – Organização para Obras Transformativas – Campanha de Abril – 3-9 de abril de 2014

O que é que te empolga em relação aos estudos acadêmicos no fandom?

— O que me empolga — disse Karen Hellekson em 2008 — é uma publicação acadêmica que acolhe, ao invés de debochar ou rejeitar, estudos de fãs como um tópico (…) que toma como dado que fãs fornecem algo de valor para nossa cultura, algo que deve ser estudado.

Essa publicação acadêmica é Transformative Works and Cultures (Obras e Culturas Transformativas) – TWC: dirigida, revisada, editada, e financiada por membros da OTW e fãs como você.

A TWC é uma publicação com contribuições de acadêmicxs do estudo de fandoms do mundo inteiro. Editada por Hellekson e Kristina Busse, a TWC produziu 15 edições até o momento, com fascinantes contribuições em tópicos desde fan videos até trabalho no fandom e o seriado Supernatural.

Outra razão para se empolgar: a TWC é completamente gratuita para o público, e tem sido dessa forma desde seu lançamento. Publicações acadêmicas tradicionalmente têm acesso restrito a pessoas com afiliação a universidades. Muitas vezes você tem que pagar de 30 a 40 dólares para ter acesso a um único artigo. Mas a nossa é uma publicação de acesso aberto online (Open Access Gold): gratuita para todo mundo. Além disso, nossa licença Creative Commons permite que qualquer pessoa reimprima os artigos de graça. Esses são os príncipios essenciais por trás da TWC, que facilitam nossa meta de conectar acadêmicxs e fãs através de ideias comuns de comunidade e acessibilidade. Por essa razão, a publicação também tem um espaço aberto para fãs não acadêmicxs darem a sua opinião em todas as edições: a seção ‘Symposium’.

Em 2013, a TWC obteve grande visibilidade e posicionamento acadêmico para os seus artigos. Hellekson considerou isso “uma grande vitória para a TWC e o reconhecimento da alta qualidade dos trabalhos que publicamos, “ e também um bom sinal para o meio acadêmico online.

Recentemente, as editoras Hellekson and Busse coletaram em um volume uma série de textos fundamentais sobre fandom. Os direitos autorais da obra The Fan Fiction Studies Reader vão direto para a OTW.

Então, qual é o próximo passo? A equipe da TWC continua trabalhando duro — o volume 16 já está pronto, e o 17 está a caminho — e planejando conter mais sobre outras áreas de estudos acadêmicos sobre fãs, incluindo mais fandoms não ocidentais e fandoms de esportes e música, e “experimentar com novas formas digitais de estudos acadêmicos”.

Trazer a TWC para você é uma jornada árdua. A equipe editorial, membros do time e acadêmicxs trabalham a maior parte do tempo nos bastidores : solicitando artigos de alta qualidade, revisando-os, e lançando cada edição sem atrasos, editorizada e diagramada com perfeição. Para a comunidade da TWC, cada edição é um marco: é o produto de centenas de horas de instigante e fascinante trabalho acadêmico.

Se isso também te empoga, considere dar seu apoio aos estudos acadêmicos de alta qualidade e abertos para todos da TWC: por favor faça uma doação hoje!