Text reads 40,000 fandoms and shows the AO3 logo imposed over an image of the AO3 homepage, which shows that more than 40,000 fandoms are now represented on the site

Comemorando 40 mil fandoms no AO3

O comitê de Organização de Tags tem o prazer de anunciar que alcançamos o marco de 40 mil fandoms no Archive of Our Own – AO3 (Nosso Próprio Arquivo)!

Ao longo dos anos atingimos diversos marcos de fandoms:

  • 5 mil fandoms por volta do Ano Novo de 2010
  • 10 mil fandoms em setembro de 2012
  • 15 mil fandoms em abril de 2014
  • 20 mil fandoms em dezembro de 2015
  • 25 mil fandoms em junho de 2017
  • 30 mil fandoms em outubro de 2018
  • 35 mil fandoms em dezembro de 2019

Dessa vez decidimos comemorar com essa publicação que explica mais sobre o processo de organização de tags que mantém a facilidade de navegação do AO3 mesmo enquanto ele cresce. Também incluímos algumas dicas para lhe ajudar a usar tags nas suas obras de uma forma que beneficie a você e a outras pessoas usando os filtros do AO3.

Afinal, o que é um fandom?

Que bom que você perguntou! No que diz respeito ao sistema de tags do AO3, um fandom é definido como a fonte de mídia na qual seus personagens, relacionamentos ou outros conceitos têm origem. Por exemplo, você pode estar no fandom pelo relacionamento Hán Wénqīng/Yè Xiū, mas a Organização de Tags o considera como parte do fandom 全职高手 – 蝴蝶蓝 | Quánzhí Gāoshǒu – Húdié Lán, pois é onde os dois personagens surgiram.

Fandoms no AO3 incluem coisas que você pode esperar, como programas de tv, livros, podcasts, video games, filmes e bandas, mas graças a nossa comunidade extremamente criativa, também temos fandoms para comerciais, antropomorfismo, jogos de tabuleiro, parques de diversão e muito mais.

Compartilhando 40 mil fandoms com mais de 2,5 milhões de pessoas

Mesmo que exista uma enorme diversidade de fandoms no AO3, todos eles têm um volume surpreendente de coisas em comum quando o assunto é nome de personagens, eventos e conceitos. No AO3, personagens, eventos e conceitos são todos representados por tags! Com uma comunidade de fãs tão grande e com mais pessoas chegando a cada dia, nós acreditamos que esse seja um bom momento para explicar o que esse crescimento significa à medida em que trabalhamos para que todos esses fandoms sejam mais fáceis de explorar.

Tags no AO3 são compartilhadas. Isoladamente, elas não têm nenhum contexto ou relacionamento com outras tags. Por exemplo, se você inserir a tag Chester no campo de personagens, a equipe de Organização de Tags talvez não consiga adicioná-la aos fitros para Chester the Dog (Stranger Things) (Cachorro Chester [Stranger Things]) ou Chester Campbell, mesmo que determinem que é isso que você quis dizer. Só existe uma tag “Chester“, não importa quantas vezes ela foi usada ou em quantas obras ela apareceu. Qualquer pessoa pode usar a tag Chester na sua obra quando estiver falando do Cachorro Chester, mas pode acabar compartilhando aquela tag com outro pessoa que já usou a tag Chester para se referir a Chester Campbell.

A organização de Tags não pode separar obras que usam exatamente a mesma tag — essa é uma das principais razões pelas quais a Organização tenta fazer as tags filtráveis (ou “canônicas”) o mais específicas possível. Tags canônicas claras e pertencentes a um fandom específico ajudam as pessoas que desejam encontrar obras sobre fandoms, personagens, relacionamentos ou conceitos adicionais que desejam através dos filtros onde esperam encontrá-las.

Se você descobrir que a sua obra está listada em um filtro diferente do que você esperava, você pode editar a tag na sua obra para ser mais específica. Por exemplo, Penny Parker é o nome de uma personagem da série de televisão MacGyver, e também um nome comum usado por fãs para uma versão feminina de Peter Parker (mais conhecido como Homem Aranha). Marcar uma obra sobre Peter Parker como mulher usando apenas a tag “Penny Parker” no campo de personagem fará com que ela apareça nos filtros para personagem de MacGyver, pois a Organização de Tags não pode separar os usos de “Penny Parker” sem nenhum adicional que pertencem à personagem de MacGyver das que são usadas para versão feminina de Peter Parker. Não é o ideal nem para fãs de MacGyver, nem para fãs da versão feminina de Peter Parker!

Para garantir que sua obra sobre a versão feminina de Peter Parker apareça nos filtros de Peter Parker, considere usar uma tag modificada de personagem, como “Penny Parker (girl!Peter)”. Você também pode incluir a tag Female Peter Parker (Versão feminina de Peter Parker) nas tags adicionais da sua obra para ajudar na sua localização por outras pessoas.

Se for sua primeira vez publicando em uma tag, que tal verificar como são as outras obras que aparecem nesse filtro? Você pode descobrir que um outro fandom tem um significado diferente para uma tag que você conhece e adora.

Como aproveitar ao máximo o sistema de tags

Em 2019, a Organização de Tags organizou coletivamente cerca de2,7 milhões de tags. Os membros da equipe de Organização de Tags trabalham pesado para relacionar as suas tags e ajudam a tornar suas obras localizáveis para que todas as pessoas que visitam o AO3 as aproveitem tanto quanto você adorou produzi-las.

Para isso, temos algumas dicas e truques que podem ajudar a Organização a colocar suas obras e favoritos nos filtros em que você deseja que apareçam. (Por favor, não comente em obras pedindo que outras pessoas façam isso — isso é apenas para suas próprias obras!)

Insira suas tags nos campos corretos ao publicar a sua obra. Isso é, nomes de fandoms vão no campo Fandoms, relacionamentos são listados no campo Relationships (Relacionamentos) e nomes de personagens no campo Characters (Personagens). Para qualquer outra tag que não se encaixe nessas categorias, use Additional Tags (Tags Adicionais).

Adicione funções minoritárias no campo Additional Tags. Se um fandom, personagem ou relacionamento é apenas mencionado na sua obra, você pode colocar essa tag em “Additional Tags”. Isso inclui tags como Ru Pauls drag race references (Referências a Ru Pauls drag race), Yagi Toshinori Is Mentioned (Yagi Toshinori é mencionado) e Small Mention of Flynn/Yuri (Breves menções de Flynn/Yuri). Dessa forma, outras pessoas vão saber que o assunto principal da sua obra não é Ru Paul’s Drag Race, Yagi Toshinori ou Yuri Lowell/Flynn Scifo (o que poderiam pensar caso você colocasse essas tags nos campos de fandom, personagens ou relacionamentos).

Verifique se suas tags estão corretamente separadas. Quando você insere várias tags, elas podem ser separadas por vírgulas ou você pode pressionar “enter” no seu teclado. Como as vírgulas são usadas para separar tags no banco de dados, você não pode criar uma tag que tenha uma vírgula (ao invés disso, ela será dividida em duas tags na vírgula). (Por favor observe: vírgulas em chinês e japonês podem não funcionar como separadores.)

Verifique se a tag contém um único conceito (um fandom, um personagem, um relacionamento, uma trope, etc.)

Verifique se as tags fazem sentido sozinhas (isso é, que não precisam de nenhum contexto adicional para entender a o que ela se refere). Tente usar o nome completo do personagem nas suas obras, e se não tiverem um sobrenome, considere colocar o nome do fandom para distinguir de outros personagens com o mesmo primeiro nome, dessa forma: Undyne (Undertale).

Use o campo de Tags Adicionais para incluir quaisquer temas, gêneros, tropes, squicks, gatilhos, etc. que você acha que podem ser relevantes para uma pessoa decidir se vai ou não acessar a obra.

Verifique a ortografia e verifique as suas tags antes de postar.

Para dicas sobre como usar tags em Ficção com Pessoa Real (RPF) e relacionamentos platônicos ou não românticos, acesse nossas recomendações na nossa última publicação de comemoração ou verifique nossa FAQ de Tags (em inglês).

Por favor, tenha em mente que essas sugestões de uso de tag não pretendem lhe impedir de usar a criatividade na hora de usar tags em vários tópicos! A equipe de Organização de Tags adora tags criativas e por vezes até mesmo canonizam conceitos. Erik Lehnsherr’s Terrible Fashion Sense (Péssimo senso de moda de Erik Lehnsherr) é apenas uma das muitas tags que nos fazem rir.

Se você tem alguma dúvida sobre a organização de tags, por favor acesse a FAQ de Tags. Se não encontrar sua resposta lá, a FAQ também explica como você pode entrar em contato diretamente com a Organização.

Por favor não deixe comentários nesse post com perguntas ou pedidos sobre tags específicas. Eles não serão respondidos, pois a Organização de tags não consegue acompanhar as solicitações por aqui. Ao invés disso, use as opções listadas acima para entrar em contato conosco.
Nossos agradecimentos!

10 anos de AO3

10 anos de AO3: Francesca Coppa

Começamos a nossa série comemorando os 10 anos do Archive of Our Own – AO3 (Nosso Próprio Arquivo) com um post por Francesca Coppa. Francesca é uma das fundadoras da OTW (Organização para Obras Transformativas) e a diretora que mais tempo passou no Conselho de Administração da organização, ficando no cargo por cinco anos. E ela continua a ser voluntária da OTW até hoje.

Francesca ficou muito entusiasmada com a oportunidade de participar dessa série! Aqui está sua contribuição:

Eu passei grande parte da minha vida em ambientes acadêmicos e a OTW foi, sem dúvida alguma, a melhor das escolas. É como dizem, “tudo o que eu realmente precisava saber na vida eu aprendi na OTW!”. Eu tenho recordações muito boas do nosso começo, no verão de 2007, depois da idéia inicial para a criação do AO3. As reuniões duravam horas! A Naomi Novik e a Michele Tepper estavam avaliando ferramentas tecnológicas e planejando como seria a experiência das pessoas ao usarem o site. A Rebecca Tushnet e a Susan Gibel estavam cuidando da burocracia para sermos uma ONG e criando as estruturas institucionais para reger a nossa existência. (Eu acho que a Susan é uma heroína dos bastidores do início da OTW.)

Enquanto isso, eu estava organizando as pessoas que haviam se oferecido para ajudar em comitês. A gente pediu para quem queria tomar parte na nossa equipe voluntária para listar seus interesses e habilidades. O resultado foi incrível e super emocionante: tinha gente do Direito, desenvolvimento de software, relações públicas, análise de banco de dados, arrecadação de fundos, administração de sistemas, jornalismo, gerenciamento, contabilidade, escrita técnica; tanta talento e de tipos tão diversos! E tudo isso oferecido de graça, por amor ao projeto.

Foi isso que me marcou e no que eu mais penso hoje nesse momento: que o que caracteriza a OTW e o AO3 é o coletivo, as relações do fandom como um todo, com seus vínculos fortes (“Eu morreria por vocês!”) e também mais casuais (“Nós estávamos no mesmo fandom um tempo atrás!”), além dos vínculos que nascem simplesmente de uma identidade compartilhada (“Você uma vez gostou de alguma coisa da mesma forma que eu gosto!”), que fazem com que nós nos reconheçamos mutuamente ao ver uma camiseta, um adesivo ou uma página aberta em um navegador. Todxs nós trabalhando para um objetivo comum. Nós somos o que era para a internet ser: uma rede de pessoas se unindo para construir algo e garantir sua continuidade.


A OTW é uma organização sem fins lucrativos responsável por vários projetos, incluindo AO3, Fanlore, Portas Abertas, TWC e Ativismo Jurídico. Somos uma organização administrada por fãs, mantida por doações e com uma equipe inteiramente voluntária. Para mais informações sobre nós, visite o site da OTW. Saiba mais sobre a nossa equipe de Tradução, que traduziu esse post, na página do comitê de Tradução.

10 anos de AO3

Comemorando 10 anos de AO3

Quando a OTW (Organização para Obras Transformativas) foi criada em 2007, o Archive of Our Own – AO3 (Nosso Próprio Arquivo) era apenas uma ideia. Em julho deste ano, atingimos os marcos de 5 milhões de obras de fã e 2 milhões de contas registradas e em 14 de novembro de 2019 iremos comemorar o aniversário de dez anos do AO3! Decidimos celebrar a ocasião com uma série de posts escritos por pessoas que estão com a gente há muito tempo, incluindo algumas que tem sido voluntárias desde a fundação do AO3, para que falem um pouco sobre como o arquivo funciona internamente.

Preparem-se para uma série de posts ao longo das próximas duas semanas, escritos por cinco pessoas dentre tantas que fizeram parte da nossa equipe ao longo dos anos e que se ofereceram para compartilhar suas recordações — e elas vão contar de tudo! Pedimos que cada uma dessas pessoas compartilhasse algumas histórias sobre seu trabalho nos primórdios do AO3, suas experiências na OTW e quais rumos imaginam para organização no futuro.

Nos próximos dias Francesca Coppa e Michele Tepper vão falar sobre toda a colaboração e habilidades que foi preciso reunir para lançar o AO3 e outros projetos da OTW. Rebecca Sentance, uma de nossas voluntárias mais antigas, nos contará sobre como ela se tornou parte da equipe e Matty vai relembrar como foi organizar as primeiras tags do AO3. Além disso, james_ vai descrever a experiência de subir no palco e aceitar um prêmio Hugo!

Esperamos que esses posts propiciem uma ideia de nossa história e do dia a dia operacional do AO3 e que você fique tão feliz quanto nós estamos em ver até onde o site chegou. Temos muito orgulho de tudo que o AO3 representa como um espaço aberto e inclusivo para fãs hospedarem suas obras, e agora queremos ver como ele vai continuar a evoluir e crescer ao longo de mais dez próximos anos e além.


A OTW é uma organização sem fins lucrativos responsável por vários projetos, incluindo AO3, Fanlore, Portas Abertas, TWC e Ativismo Jurídico. Somos uma organização administrada por fãs, mantida por doações e com uma equipe inteiramente voluntária. Para mais informações sobre nós, visite o site da OTW. Saiba mais sobre a nossa equipe de Tradução, que traduziu esse post, na página do comitê de Tradução.