Publicação convidada de Versaphile

De vez em quando, a OTW (Organização para Obras Transformativas) irá publicar artigos escritos por pessoas convidadas nas nossas contas de Notícias da OTW. Estas pessoas convidadas irão fornecer uma perspetiva externa sobre a OTW ou aspetos da fandom onde os nossos projetos poderão marcar presença. Os artigos expressam os pontos de vista pessoais de cada pessoa autora e não refletem necessariamente os pontos de vista da OTW ou constituem políticas da OTW. Acolhemos sugestões de fãs para publicações convidadas futuras, através de um comentário neste artigo ou contactando-nos diretamente.

Versaphile é “oficialmente da velha guarda, tendo estado presente na fandom online desde 1995: ao longo dos anos, tenho estado nas fandoms de Ficheiros Secretos, Rumo ao Sul, Stargate SG-1, Senhor dos Anéis, Buffy Caçadora de Vampiros/Angel, Hornblower, Life on Mars, Doctor Who e BBC Merlin. Costumava realizar muitos projetos de infrastruturas de fãs como recomendações e arquivos, bem como vids e manipulações, mas agora estou feliz apenas escrevendo obras de ficção épicas ridiculamente longas e com muita angústia para a fandom de Merlin.” Hoje, Versaphile fala sobre a sua experiência de trabalho com o projeto Open Doors (Portas Abertas) da OTW como proprietária de arquivos que estão a ser importados para o Archive of Our Own – AO3 (O Nosso Próprio Arquivo).

Como é que entraste no mundo da fandom e das obras de fãs?

Eu herdei os sentimentos de fã dos meus pais por Star Trek, mas a minha primeira fandom legítima foi Ficheiros Secretos. Comecei a usar a internet em 1994/1995 e descobri a Usenet e alt.tv.x-files e, acima de tudo, a.t.x.creative. Comecei a explorar ficção de fãs e nunca olhei para trás.

Podias contar-nos um pouco sobre os teus arquivos e como te envolveste com eles?

Já tive cinco arquivos importados para o AO3 via o Open Doors, por isso vou começar pelo maior, WesleyFanFiction.Net. Entrei na fandom Buffy Caçadora de Vampiros/Angel bastante tarde, quando Angel estava a acabar. O Wesley era a minha One True Character (A Verdadeira Personagem), por isso é claro que fiquei radiante quando descobri um arquivo inteiro cheio de fic sobre ele. E depois um dia, em 2005, fui ao site e tinha desaparecido! Usei o Google Cache e contactei DJ, a administradora do arquivo. Ela contou-me que, devido a vulnerabilidades no eFiction/mySQL, o site foi vítima de hacking três vezes no espaço de um mês e alguém malicioso apagou a base de dados. Eu tinha experiência com arquivos e infrastruturas de fãs e voluntariei-me para ressuscitar o arquivo.

Ao início, nem DJ nem Liz Harris, a criadora do arquivo, eram capazes de fornecer uma cópia de segurança da base de dados, por isso comecei a recriá-la à mão através do Google Cache. Felizmente, algumas semanas depois, foi encontrada uma cópia de segurança e, embora não estivesse atualizada, poupou-me muito trabalho. Consegui pôr o site de volta online com todas as histórias intactas e voltei a abri-lo para novas submissões. Também adicionei um novo sub-arquivo para slash com pessoas reais (RPS), Innocent Lies.

O segundo maior arquivo é The Prydonian, um arquivo da fandom de Doctor Who para o par Doctor/Master. Um pouco de contexto primeiro: Durante o tempo que passei anteriormente na fandom de DW, converti o pequeno e simples site em HTML de A Teaspoon And An Open Mind, gerido por Nostalgia, no arquivo eFiction central e inclusivo que é hoje. Deixei a fandom e entreguei o site a outra pessoa, e voltei alguns anos depois com o ship Tenth Doctor/John Simm Master. Por essa altura, Teaspoon tinha-se tornado enorme e difícil de manusear e eu queria arranjar um espaço para a niche Doctor/Master na fandom. Prydonian foi um sucesso e adicionei uma subcategoria de RPS para esse arquivo também, Human Nature.

O meu último arquivo eFiction, embora não cronologicamente, é Hornblowerfic.com. Criei-o durante o meu curto tempo na fandom de Horatio Hornblower, nomeadamente como uma reação a ter um OTP a que a maioria da fandom reagia com hostilidade ou indiferença, devido a uma guerra de ships. Embora o arquivo não fosse temático, tinha a intenção de ser um espaço seguro para históras centradas em William Bush.

Mantive todos os cinco arquivos ao longo dos anos, atualizando-os com os novos lançamentos de eFiction e lidando com ataques de spam ocasionais. Infelizmente, com o passar do tempo, os ataques de spam tornaram-se cada vez mais e as atualizações de eFiction cada vez menos. Sempre fui uma grande apoiante de arquivos e de manter as obras de fandoms antigas disponíveis, mas, tendo deixado todas as três fandoms há já algum tempo, estava pronta para encontrar um lugar seguro e permanente para os arquivos. Felizmente, o Open Doors acolheu-os de braços abertos!

Como é que vieste a saber sobre o projeto Open Doors e como é que começaste a trabalhar com ele?

Devo ter ouvido falar sobre o projeto Open Doors no blog de notícias da OTW, que tenho seguido ocasionalmente desde que foi criado. Acabei por trabalhar com o Open Doors pois tinha vários arquivos eFiction alvos de ataques de spam e já não tinha tempo de lidar com a limpeza. Queria que os arquivos encontrassem um lar seguro e permanente e o AO3 era perfeito para tal.

Como foi trabalhar com o Open Doors, para ti?

O processo com o Open Doors foi muito tranquilo. Logo no início, informei o comité do Open Doors que não tinha muito tempo ou energia para dispensar na importação, mas a equipa foi capaz de criar ou atualizar os seus scripts de importação para trazer tudo a partir diretamente da base de dados e ficheiros do site fornecidos. Obviamente, com tantos arquivos e histórias, demorou algum tempo para importar tudo, mas fizeram um trabalho fantástico e estou muito feliz com o resultado.

Que conselho darias a pessoas proprietárias ou moderadoras de arquivos que estão a ter problemas semelhantes aos teus com os seus arquivos?

Eu acho que hoje em dia as pessoas estão menos inclinadas a criar arquivos para fandoms ou personagens específicas, já que o AO3 é um recurso maravilhoso. Mas existem muitos arquivos antigos por aí (especialmente baseados em eFiction), muitos deles semi-abandonados devido ao abrandamento de atividade na fandom ou à pessoa arquivista ter seguido para novas fandoms. Eu imploraria a cada arquivista para trazer os seus arquivos ao Open Doors antes que todas essas histórias se percam. O spam não vai simplesmente desaparecer e infelizmente todo o desenvolvimento do eFiction é agora glacial e praticamente em estado de vaporware. O mesmo pode ser dito de arquivos de uma única pessoa autora ou fics com base no LiveJournal. Todos precisam de ser resgatados! A fandom avançou para o futuro sem deixar o seu passado para trás. Como arquivistas, é nossa responsabilidade resgatar tudo o que conseguirmos.

Que coisas relacionadas com fandom te inspiraram mais?

Fic é a minha cena principal, especialmente porque eu própria sou uma autora. E tenho que admitir que o fluxo de fanart impressionante possibilitado pelo Tumblr continua a surpreender-me (e acho que precisamos de algo equivalente ao AO3 para fanart porque um dia o Tumblr vai morrer e vamos perder TUDO). Mas a parte mais inspiradora de qualquer fandom são as discussões e meta que exploram a essência das personagens e das histórias canon.


Não te esqueças que, como parte da nossa celebração do Open Doors, domingo, dia 18 de setembro das 17:00 às 19:00 UTC (verifica quando é no teu fuso horário) iremos realizar uma conversa ao vivo para a qual toda a gente está convidada!

Este artigo de notícias foi traduzido pela equipa voluntária de tradução da OTW. Para saberes mais sobre o nosso trabalho, visita a página de Tradução em transformativeworks.org.