Campanha de outubro da Organização para Obras Transformativas, 12 a 18 de outubro de 2017

OTW: uma década servindo fãs

Já há dez anos agora, os muitos projetos da OTW (Organização Para Obras Transformativas) vem seguindo a nossa missão: “servir aos interesses de fãs, oferecendo acesso e preservando a história das obras de fãs e da cultura de fãs em suas múltiplas formas. Nós acreditamos que obras de fãs são transformativas, e que obras transformativas são legítimas e legais.” Seu apoio ao longo da última década nos permitiu realizar trabalhos incríveis por vocês. Ajude-nos a continuar, expandir e melhorar nossos serviços doando à OTW hoje!

Nosso primeiro projeto, Legal Advocacy (Ativismo Jurídico), foi lançado em 2007. A equipe Jurídica passou os dez anos desde então trabalhando incansavelmente a favor do fandom esclarecendo questões jurídicas de fãs, publicando posts informativos e acrescentando a voz da OTW aos maiores casos jurídicos que podem afetar fandoms.

Em seguida veio a Transformative Works and Cultures – TWC (Obras e Culturas Transformativas), uma publicação acadêmica open-source com revisão por pares lançada em setembro de 2008 para exibir pesquisas e conversas a respeito de tópicos de fãs. Com ensaios a respeito de temas tão diferentes como o trabalho digital de fãs e fanfiction no século XVII, a TWC impulsionou o crescimento da área de estudos de fãs e expandiu nossa compreensão do que é fandom. Ao longo de sua existência, a TWC publicou quase 200 artigos, alguns dos quais já foram citados diversas vezes.

Lançada no mesmo mês que a TWC, a wiki Fanlore pretende ser uma história viva das tradições e comunidades de fãs, com artigos dedicados a ships, obras, zines, websites e todos os tipos de atividades de fãs. Acesse a nossa página principal da Fanlore, totalmente renovada, então tente explorar o site — mais de 40 mil artigos da Fanlore foram criados ao longo da última década, e mais são criados a cada dia, então nunca se sabe o que você pode encontrar!

Em novembro de 2009, o Archive of Our Own – AO3 (Nosso Próprio Arquivo) abriu as portas para o público. Ele foi criado para ser um lugar onde fãs possam publicar suas obras sem preocupações com censura ou limitações financeiras, e hoje é lar de mais de três milhões de obras de fãs e continua crescendo! A administração das contas do AO3 corresponde à grande parte do orçamento da OTW, e são suas doações que possibilitam sua existência.

Por fim, mas não menos importante, o Open Doors (Portas Abertas) vem preservando obras e arquivos de fãs ameaçados através da importação para o AO3 desde 2009. Até hoje, o Portas Abertas importou 47 arquivos de obras de fãs de diversos fandoms, protegendo-os para que futurxs fãs possam aproveitá-los! O Fan Culture Preservation Project (Projeto de Preservação da Cultura de Fã) do Portas Abertas também colabora com a Universidade do Iowa para preservar formas não digitais de obras de fãs, como zines, materiais de convenções e cartas trocadas entre fãs e estúdios ou roteiristas. A OTW trabalha com o departamento de Coleções Especiais da universidade desde junho de 2009, quando o projeto disponibilizou a doação de mais de três mil zines!

Os projetos da OTW realizaram obras incríveis ao longo dos últimos dez anos, e nós precisamos da sua ajuda para manter, expandir e melhorar nossos esforços! Esperamos continuar servindo aos interesses de fãs por mais uma década e além. Se você deseja contribuir e ser parte de nossa missão, por favor faça uma doação hoje!

Para mais algumas curiosidade e grande marcos na história da OTW, veja nossa linha do tempo:

Linha do tempo dos grandes marcos da OTW
Siga este link para acessar as informações deste infográfico em formato de texto.

Para aprender mais sobre nós, visite o site da OTW.

A OTW é uma organização sem fins lucrativos responsável por vários projetos, incluindo AO3, Fanlore, Portas Abertas, TWC e Ativismo Jurídico. Somos uma organização administrada por fãs, mantida por doações e com uma equipe inteiramente voluntária. Para mais informações sobre nós, visite o site da OTW. Saiba mais sobre a nossa equipe de Tradução, que traduziu esse post, na página do comitê de Tradução.