Conselho de Administração

A OTW (Organização para Obras Transformativas) é comandada por fãs e para fãs. Xs conselheirxs da OTW são todxs ativxs em fandom, como são centenas de outras pessoas que servem nos comitês e trabalham como voluntárixs.

Conselho de Administração (2018)

A primeira obsessão como fã de Claire P. Baker foi Joseph and the Amazing Technicolour Dreamcoat, que ela já havia praticamente decorado aos quatro anos de idade. Entretanto, Digimon foi sua porta de acesso ao mundo mais amplo dos fandoms. Através dele ela descobriu fansites, fanfiction e cosplay; e o resto, como dizem, é história. Fandom tornou-se uma parte importante da carreira acadêmica de Claire, o que refletiu-se nos trabalhos escritos para obtenção de seus três títulos (B.A., B.Ed., M.I.) e continua como seu principal tópico de pesquisa até hoje. Claire tornou-se voluntária da OTW em 2014 e assumiu o cargo de copresidente do Comitê de Documentação do AO3 um ano depois. Desde então, ela também entrou para a TWC e o Organização de Tags. No seu tempo livre, Claire pode ser encontrada betando fanfiction, administrando diversas trocas de presentes no AO3 e preparando um exército de cosplays e painéis para sua próxima convenção.

Matty Bowers encontrou fandom pela primeira vez em maio de 1998; entretanto, ela só se envolveu realmente em 2001. Seus primeiros fandoms foram Highlander e Buffy, mas ela logo se encontrou em uma variedade de outros fandoms. Hoje em dia, é uma verdadeira fã de fandom: ela lerá praticamente qualquer obra épica de qualquer fandom! Matty passou os primeiros anos só observando, mas em algum momento começou a contribuir para projetos de fãs como informativos e comunidades de recomendações. Ela ficou fascinada e intrigada quando ouviu os primeiros rumores sobre a criação de um espaço onde o fandom fosse dono dos servidores e entrou para a OTW como organizadora de tags quando ocorreu a chamada para voluntárixs em 2009. Desde então, ela trabalhou nos comitês de Suporte, Documentação do AO3 e Abuso. Matty é graduada em Educação e passou mais de dez anos trabalhando como professora antes de mudar para um emprego na área de tecnologia. Atualmente trabalha como gerente de um negócio local e no seu tempo livre dá suporte técnico a amigxs e família.

Kristina Busse é uma das fundadoras e coeditoras do jornal acadêmico Transformative Works and Cultures – TWC (Culturas e Obras Transformativas) e trabalha há 8 anos para a OTW. Ela foi coeditora de diversos livros acadêmicos sobre fan fiction (ficção escrita por fãs) e cultura de fãs, e continua a publicar na área. Seus livros incluem Framing Fan Fiction (2017), além do seu trabalho como coeditora em Fan Fiction and Fan Communities in the Age of the Internet, Sherlock and Transmedia Fandom, e The Fan Fiction Studies Reader. Todo o lucro obtido vai, na realidade, para a OTW. Kristina juntou-se ao fandom organizado no final dos anos noventa como shipper de Buffy/Angel e já esteve em mais fandoms do que tem coragem de admitir, estando no momento obcecada por Dragon Age, MCU (Universo Cinematográfico Marvel) e Vorkosigan. Ela possui doutorado em Inglês pela Universidade Tulane e leciona no Departamento de Filosofia e Estudos de Gênero na Universidade do Sul do Alabama. Ela leciona de tudo, de lógica e mitologia a estudos sobre fandom e história LGBT. Kristina é uma imigrante alemã morando no sul dos EUA com sua família de jogadores de RPG de mesa.

Jessie Camboulives formou-se na Faculdade de Direito da Universidade Sorbonne e no momento busca um mestrado em Direito Digital. Ela descobriu fandom em 2007 com fanfic de Harry Potter, mas desde então se tornou uma colecionadora de fandoms, com uma paixão atual por Overwatch e Yuri!!! On Ice. Jessie entrou para a OTW (Organização para Obras Transformativas) como voluntária de tradução de francês em 2015, depois de encontrar uma postagem de notícias do Jurídico. Agora ela serve como organizadora de tags e membro do Suporte, onde trabalha para garantir que usuárixs do Archive of Our Own – AO3 (Nosso Próprio Arquivo) tenham a melhor experiência possível no site.

Priscilla Del Cima possui graduação em Direito e um MBA em Gerenciamento de Projetos. Ela juntou-se a OTW em 2009 e já trabalhou em diversos comitês, incluindo Desenvolvimento e Membros, Documentação para o AO3 e Wiki.
Ela atua como líder do comitê de Tradução desde seu trabalho na reestruturação do mesmo no final de 2013 e também está trabalhando na reconstrução do comitê Financeiro.

Atiya Hakeem é graduada em biologia pelo Instituto de Tecnologia da Califórnia (Caltech), tendo seguido então para a Universidade do Havaí para obter um doutorado em Ciências Biomédicas. Depois de trabalhar na Caltech como neurobiologista, estudando autismo e cognição social por muitos anos, voltou recentemente para o Havaí e hoje passa seu tempo com porcos-formigueiros como voluntária no Zoológico de Honolulu. Ela sempre usou fandom como uma fuga e espaço de criatividade com interesses que incluem Star Trek, baseball, era das navegações, Hawaii Five-O (Havaí 5-0 no Brasil) e anime, o que a levou a trabalhar como membro da equipe no Anime Expo e AX New York. Ela tornou-se voluntária da OTW em 2012 como parte do suporte do AO3 e desde então já respondeu a mais de 5000 requisições de usuárixs. Motivada pelo desejo de se envolver diretamente na manutenção do Arquivo, juntou-se ao AD&T (o comitê de programação e design do Arquivo) como parte da equipe de testes e hoje lidera o subcomitê de Testes e Garantia de Qualidade. Também já ajudou os grupos de trabalho de Reestruturação de Categorias e Pesquisa.

Danielle Strong começou suas explorações pelo mundo do fandom na década de 90 com fanfiction slash e fanart de Gundam Wing. Quase duas décadas e inúmeros fandoms depois, fizeram seu lar no Archive of Our Own – AO3 (Nosso Próprio Arquivo) nos fandoms de Supernatural e Marvel Cinematic Universe (MCU), entre outros. Quando foi aberto o recrutamento para o comitê de Abuso no início de 2014, soube que suas habilidades com intermediação no relacionamento entre hospital e pacientes, lidando com reclamações e dúvidas de usuárixs seriam úteis para a equipe, e depois de se inscrever nunca mais olhou para trás. Como membro da equipe de Abuso, Danielle já lidou com casos de marcação com tag errada acidentalmente até obras com plágio e assédio, provavelmente já consegue declamar a maior parte dos Termos de Serviço do AO3 de cor! Trazem uma riqueza de conhecimentos em mediação e resolução de problemas para a equipe e dedica-se inteiramente à OTW (Organização Para Obras Transformativas) e o trabalho que realiza.

Membros não dirigentes

Yuechiang Luo (Tesoureira)

Leia mais a respeito de nossxs Conselheirxs anteriores aqui.

Leia a respeito dos nossos comitês atuais aqui.